sexta-feira, 24 de maio de 2019
Nada Pop

O caos interior da banda HAYZ e o EP “Não estamos mais em casa”

HAYZ – Foto: Amanda Dias

A banda, pertencente ao queercore paulista, revela em seu primeiro lançamento uma força intensa e muita conjetura para falar sobre temas como não pertencimento, caos interior, além de um estilo sonoro que a torna reconhecível mesmo diante de tantas outras bandas e cenários que se proliferam a cada dia.

No entanto, nem tudo soa tão perfeito assim em “Não Estamos Mais em Casa”, do trio HAYZ, influenciado por artistas dos anos 1990 e 2000, como Longstocking, Third Sex e Team Dresch. Gravado ao vivo em apenas sete horas no Estúdio Papiris, em São Paulo, o álbum conta a mixagem e masterizado por Caio Monfort.

O mais difícil de compreender no álbum é a participação constante de uma segunda voz em contraponto com a primeira, dificultando a compreensão de algumas partes da letra e, consequentemente, a sua mensagem. Porém, a qualidade musical do grupo se sobressaí e você ainda continua com vontade de ir a um show.

Ao longo de seis faixas, “Não Estamos Mais em Casa” aborda diferentes temas e sentimentos e mostra muita sensibilidade musical, principalmente nas faixas: Não-Lugar, Apodrecendo, Plena e Kings (na faixa bônus).

O lançamento do trabalho é realizado pelos selos Efusiva e Howlin’ Records, e a arte da capa foi produzida pelo artista Jorge Kuriki.

Curta a página da banda clincado AQUI.

Gostou desse Post? Compartilhe!

Sobre o autor

Maurício Martins

Jornalista, pai da Maria Stella, fã de quadrinhos e ficção científica. Aficionado por música, especialmente pelo punk e hardcore. Também é idealizador e editor do Nada Pop.

%d blogueiros gostam disto: