sexta-feira, 19 de abril de 2019
Nada Pop

Exclusivo: Garrafa Vazia lança “Back to Bacana”

Punk refrão e cachaça.

Com essa tríade convidativa à diversão, o Garrafa Vazia retorna com seu mais novo CD, denominado “Back to Bacana”. O tom é de curtição, deboche e muito punk rock. E punk rock empolgante, “77 da roça” com refrãos grudentos, pra você cantar com os amigos, ao vivo ou no mundo digital.

capa_album_garrafaBACK TO BACANA: AS OITO FAIXAS

O disco foi gravado ao vivo, em poucas horas, no estúdio da sede da produtora Pé de Macaco S/A, de São Carlos (SP).
A faixa de abertura, com riff composto pelo Hebert, o guitarrista descalço, narra uma agradável odisseia de retorno ao paraíso.

“Back to Bacana”, espécie de “volta aos bons tempos de eterna adolescência e punk rock” é também um tributo ao antigo baterista da banda, Danilo Lebre, que ao lado de Mário Mariones, em 1998, fundou as raízes do que viria a ser o Garrafa Vazia.

Na sequência uma pedrada, “Cistite Cerebral”. Paulada com o raivoso vocal do Hebert, cantor de outros “crássicos” do Garrafa como Cirrose e Carol Caraia.

“Viva o Irracional” valoriza o vocal “gargarejo com areia”. E a música e suas palavras viajam entre o viver e o não viver. E principalmente em viver sem ser totalmente escravo de um racionalismo barato como modus operandi, o que obviamente deixa a vida sem graça, “sem razão”, sem relevo, mera existência programada e previsível.

A balada de boteco carniça “Ultrasambarilóvpunkblues” vem depois. Discorre também sobre o non sense, e sobre amizade e sobre detalhes corriqueiros. Tem uma levada marota, com viradas agradáveis de Vadio na batera e um solinho mágico do Hebert.

bailão na roça!

Com uma linha de baixo dançante surge o próximo tema, “Maçãs Carlos”. Letra com dois pés pulando para o surreal e backing vocal divertido, a música é mais uma amostra do espírito do disco: resgatar aquele velho punk rock de espírito garageiro, assobiável, com refrãos para reverberar o lado bacana, inventivo dos dias.

Peso e crueza, apelo pop e ironia, música com tom escatológico e pegada punk 77 é “Incurável Coriza”, com refrão marcante e Vadio mandando bronca nos batuques. E o curioso “causo” real – que conta em um refrão com um coro com a participação de integrantes das bandas Hippies not Dead e Krokodil (ambas de São Carlos) – está disponível em “Hard Rock no Pesqueiro”.

garrafa vazia 2

Encerrando o disco uma peça podre mais puxado prum garage punk: “Pedalinho’s Party”, que pedala seus destinos realmente como um doce pedalada no “PEDALINHO” do Lago Azul, espaço contido no Centro Cultural de Rio Claro, uma referência local, sem dúvida, prosaico lazer presente na vida de muitas pessoas do interior, 100% simpatia e simplicidade. Como a paixão pelo punk rock, três acordes e a real amizade. Aperte o play!

Gostou desse Post? Compartilhe!

Sobre o autor

Nada Pop

Nada Pop é um espaço sobre punk, hardcore e alternativo.

%d blogueiros gostam disto: