sexta-feira, 24 de maio de 2019
Nada Pop

Desacato Civil anuncia primeira tour na Europa: “O punk nos faz enxergar que muita coisa é possível”

Nascida em meio ao caos de São Paulo em 2008 e formada com a força e garra de gente que conhece bem os percalços de se viver e mora em uma periferia, a banda punk Desacato Civil anunciou na última semana a sua primeira tour na Europa, que acontece durante todo o mês de julho.

“Tivemos uns amigos de militância e de punk que vieram passar um tempo no Brasil. Criamos uma amizade bem bacana e eles começaram a criar na gente a possibilidade de tocar na Europa, de conhecer as ocupações, os espaços políticos e conhecer os punks de lá. Aumentar essa rede de contatos do punk. Há dois anos resolvemos nos organizar para realizar essa tour: trampar pra caralho, juntar dinheiro e intensificar os shows por aqui e a venda de merchans. Foi quando os manos da Itália e da Inglaterra nos chamaram. Desde então foi amigo apresentando amigo e aí as coisas começaram a se tornar viáveis”, explica Xandi, vocal da banda.

Flyer da tour do Desacato Civil pela Europa

A banda irá passar pela Bélgica, Escócia, Inglaterra, Alemanha e Itália, entre as expectativas do grupo está a troca de informações, conhecer a realidade dos proletariados desses países, dificuldades e prazeres em um entrelaçar de laços culturais, afetivos e políticos. “Essa tour significa um monte coisas. Desde o início parecia uma coisa fora da realidade essa viagem, mas nossos amigos fizeram a diferença e que o punk e a amizade transforma muita coisa pra gente e nos faz enxergar que muita coisa é possível”, resume Xandi durante a nossa conversa via WhatsApp.

Vamos acompanhar a tour da banda pela Europa e desejamos à todos os integrantes uma ótima viagem. Levem o som e toda a fúria com vocês!

Saiba mais sobre o grupo clicando AQUI e não deixe de apertar o play logo abaixo:

Gostou desse Post? Compartilhe!

Sobre o autor

Maurício Martins

Jornalista, pai da Maria Stella, fã de quadrinhos e ficção científica. Aficionado por música, especialmente pelo punk e hardcore. Também é idealizador e editor do Nada Pop.

%d blogueiros gostam disto: