domingo, 25 de agosto de 2019
Nada Pop

Conheça O PREÇO, nova banda do Christian Targa (ex-Blind Pigs)

Não costumo respostar o texto de outros sites, pois acredito que é importante manter uma personalidade própria para o Nada Pop. Mas não tem como negar que o texto do Wladimir Cruz, Zona Punk, para falar sobre a banda O Preço, novo projeto do Christian Targa (como a maioria de vocês deve saber, ex-Blind Pigs), ficou muito bom. Então, vou reproduzir alguns dos trechos. Esperamos em breve fazer uma resenha desse novo trabalho do Targa, que é um dos melhores guitarras punk do país. Bora lá?

Mas antes, o teaser da banda que dá uma amostra do que vem por aí. Vale citar que, além do Targa na guitarra e vocal, temos o Marcos Rolando no baixo e o Mário Rolin nas baquetas.

Em um bate-papo rápido com o Targa, ele confirmou que o primeiro single será lançado no dia 30 de maio. Dias depois, mais um som e depois o lançamento do álbum em CD e vinil. Sem dúvida um lançamento que aguardo com grande curiosidade.

 

Por Wladimir Cruz

Qual é o preço que se paga ao optar abandonar uma banda bem estabelecida em seu meio e começar tudo de novo, do zero?

“Quanto vale a liberdade? / Pra vocês ela tem um preço”, também indagava o saudoso Redson nos anos 1980 a frente do Cólera.

Liberdade não se compra, se conquista, mas O Preço é o nome da nova banda de Christian Targa, o Gordo (guitarra/vocal) – cineasta e guitarrista/compositor dos BLiND PiGS por mais de 20 anos, uma das principais bandas da história do punk brasileiro. Acompanhando o nosso guitar “working class” hero, os não menos talentosos Marcos Rolando (baixo) e Mário Rolim (bateria) – este também responsável pela identidade visual de todo o material da banda.

O power trio lança seu álbum de estréia e já deixa claro o espírito da coisa logo no primeiro refrão, onde em coro definem: “Sangue em alta combustão!”.

Com essa fúria o conjunto apresenta 14 faixas que passeiam pelo punk rock, street punk e até o ska – como em “Homem Botas”, tudo com o DNA de quem compôs alguns dos principais clássicos do punk noventista paulista.

Desenvolvendo um trabalho sólido e diversificado ao lado dos Surf Aliens, Gordo retorna ao estilo que conhece tão bem com mais este projeto. Como diz o título de uma das canções, “Assim É a Nossa Vida”, e este retorno ao punk – de onde aliás, esteticamente nunca saiu – era mais do que esperado.

Questionando a política, o social e os sentimentos cotidianos, O Preço treme auto-falantes com guitarras cortantes e refrões gritados a plenos pulmões, mas também permite se divertir, como está registrado na roqueira “Pé na Farra”: “E não venha me dizer do que eu não posso / porque aqui é do jeito que eu gosto / Pé na farra e rumo à diversão”. Lembra quando falamos sobre liberdade ali em cima? É isso.

Com lançamento em LP, CD e digital, o álbum vem recheado do bom e velho do-it-yourself, e apoio dos selos Detona Records, Comandante Records, Vertigem Discos e Otitis Media Records.

Gravado no Estúdio Yamamoto, em Santana de Parnaíba, e mixado e masterizado pelo velho parceiro dos tempos de porcos cegos, Atila Ardanuy, o álbum auto-intitulado d’O Preço é a grande estreia de 2019.

Gostou desse Post? Compartilhe!

Sobre o autor

Nada Pop

Nada Pop é um espaço sobre punk, hardcore e alternativo.

%d blogueiros gostam disto: