domingo, 22 de setembro de 2019
Nada Pop

Asfixia Social, Subalternos, Marzela e Carol Dodds estão no Mescla Fest – 80 Canções Contra o Racismo

 

O “Mescla Fest” é um festival com o intuito de unir o underground e lutar, por meio da música, contra a desigualdade social e os preconceitos enraizados em nossa sociedade. Nesta primeira edição, a luta será contra o racismo e terá a DJ Carol Dodds e as bandas Asfixia Social, Subalternos e Marzela representando os ritmos ska, hip-hop e punk rock.

Esses estilos musicais surgiram pelas mãos de povos negros e minorias periféricas, que se consolidaram ao longo da história como símbolos de luta e resistência. Saiba um pouco mais sobre o evento e os artistas que participam dessa edição.

Asfixia Social – Eles chamam a atenção do público e da imprensa, desde seu surgimento em 2007, pela sua mistura original de rap, punk, música brasileira, ska, dub, hardcore, jazz, reggae, funk e metal. As letras retratam o cotidiano de vida do grupo na periferia de São Paulo. A banda já realizou centenas de shows no Brasil e no exterior, tendo lançado três CDs e dois DVDs – ao vivo em São Paulo e ao vivo em Cuba – tornando-se uma das formações independentes mais ativas do Brasil. Em agosto de 2019, a banda embarcou para sua primeira tour europeia, com 15 shows entre a Inglaterra, Holanda, Alemanha, República Tcheca, França e Portugal.

Carol Dodds – É uma DJ nascida no subúrbio de São Paulo, Zona Leste da capital. Segundo ela, “o que o subúrbio passa, só quem nasce sente”. Vocalista, envolvida em movimentos de subculturas musicais desde 2017, Carol faz alguns trabalhos como DJ com o foco em punk rock, ska, entre outros gêneros. Ela encontrou na música sua identificação com a história e que representam os seus ideais.

Subalternos – Banda de punk rock de São Paulo, que iniciou seus trabalhos em meados de 2014. Seu álbum de estreia, “Nunca Pare de Lutar”, foi lançado em setembro de 2017. Já em 2019, a banda lançou o EP/Split “No Borders” – com participação das bandas inglesas Drongos For Europe e Resistance 77, além da brasileira Fibonattis e, entre julho e agosto, realizou a sua segunda tour pela Inglaterra, participando mais uma vez do maior festival de punk rock do mundo, o Rebellion Festival.

Marzela – Banda paulista de ska, formada no final de 2012, com o intuito de “quebrar” os formatos existentes no estilo e fazer algo novo. Seus integrantes são velhos conhecidos no cenário underground, com passagens por bandas consagradas como Skamoondongos, Radio Ska e Extra Stout. Seu primeiro disco, autointitulado Marzela, foi lançado em 2014 e apresenta um som enérgico e pulsante. Suas letras falam sobre o cotidiano nas grandes cidades: seus amores e desilusões, seu companheirismo e sua solidão.

MESCLA FEST – 80 CANÇÕES CONTRA O RACISMO

Quando: 7 de setembro (sábado)
Onde: escadaria do Bixiga – Rua 13 de Maio, altura do n° 750
Horário: a partir das 14h
Entrada: gratuita
Para mais informações sobre o evento clique AQUI.

Gostou desse Post? Compartilhe!

Sobre o autor

Maurício Martins

Jornalista, pai da Maria Stella, fã de quadrinhos e ficção científica. Aficionado por música, especialmente pelo punk e hardcore. Também é idealizador e editor do Nada Pop.

%d blogueiros gostam disto: