segunda-feira, 27 de setembro de 2021
Nada Pop

Peixe Frito e o punk bem-humorado do Rio Grande do Norte

Peixe Frito - Foto por Ana Beatriz Oliveira

Peixe Frito – Foto por Ana Beatriz Oliveira

O release da banda começa dizendo que os caras possuem uma “perspectiva de cronista sobre a realidade ao seu entorno em um retrato caótico, catártico e sem perder o sorriso surge em ‘Humanos em Conserva’, disco de estreia da banda potiguar Peixe Frito. Retratando a realidade do interior do Rio Grande do Norte, o grupo quer se conectar com histórias deixadas de lado pelos grandes centros em uma roda punk e no ritmo do hardcore”.

Pensei comigo “ok, tá bom, vamos ouvir isso com calma”. Esse nome da banda não me é estranho. E não, não pensei em Dead Fish.

O surgimento da banda aconteceu em 2018, quando Nogueira (guitarra e voz), Lenin (baixo) e Piel (bateria) se juntaram na cidade de Pau dos Ferros com um punk rock mais escrachado. Sabe o que isso lembra? Toda essa história me trouxe semelhanças com o Raimundos! Mas calma, calma. Essa mistura de punk, humor, zoação e piadas sobre si mesmo pode não ser algo antigo, mas já diferenças, principalmente políticas.

A Peixe Frito faz críticas ao atual presidente, o que por si só já a diferencia em muito da outra banda com origem em Brasília. A produção do EP “Humanos em Conserva”, que conta com seis faixas, é realizada por Paullo Medeiros (Estúdio Mente Aberta). De acordo com as informações técnicas deste trabalho, o EP foi “registrado em uma técnica antiga ao ser gravado ao vivo com os membros regravando seus instrumentos por cima, tentando manter a fluidez e o calor da performance do trio”. Interessante, será que o Lisciel Franco aprova? (dúvidas sinceras e risos irônicos).

Por fim, um resumo simples sobre esse EP da Peixe Frito: MUITO BOM. Ouçam e se divirtam. Para ouvir o disco basta escolher a plataforma de sua preferência clicando aqui: https://onerpm.link/453127778205

Siga a banda nas redes sociais: Instagram | Twitter

Gostou desse Post? Compartilhe!

Sobre o autor

Jornalista, editor e fundador do Nada Pop. Um dos organizadores do tributo ao SUB e apresentador do podcast Arte Inflama. Siga no Instagram: @nxdapop

Deixe seu comentário