terça-feira, 23 de novembro de 2021
Nada Pop

Carros Voadores e a energia do vazio com o single “A Coisa Maldita”

Carros Voadores - Foto: reprodução

Em uma matéria sobre o vazio, publicada em 2018 com o título “4 grandes fatos sobre o nada”, o autor do texto começava explicando que “o nada, para a física, é bem mais que uma simples ausência. Ele compõe a maior parte do corpo, pode destruir buracos negros e é o começo e o fim do Universo. Mesmo assim, ele odeia ser o que é”.

Longe de querer explicar com detalhes o significado disso na astrofísica, o intuito é uma comparação metafórica sobre a arte e a necessidade de criação, que surge de um vazio inconstante e ao mesmo tempo de um caos interior. Seria essa a tal desordem do universo onde o nada paga um alto preço para virar algo? A banda Carro Voadores lançou recentemente o single de “A Coisa Maldita”, primeira faixa de uma série de gravações realizada no Estúdio Bem Maior, em Cotia/SP. A música lembra um filme de ficção científica urbano, daqueles de estilo “mindfuck”.

Perfeito para ser trilha sonora do livro Blecaute, de Marcelo Rubens Paiva, “A Coisa Maldita” surge como pano de fundo para diferentes questões que vão de pandemia ao fim de relacionamento, saudade e ausência. Mistura ácida entre decadência e tédio, de cores cinza e amarelo, de café frio e fim de tarde. Perfeito som para aqueles que ainda não sabem o que imaginar dessa pandemia. Vivendo entre o risco do contágio e a espera de uma volta da esperança. Ouça com a cabeça nas nuvens.

Saiba mais sobre Carros Voadores clicando AQUI. Mais detalhes sobre o lançamento na postagem da banda no Instagram.

Gostou desse Post? Compartilhe!

Sobre o autor

Editor e fundador do Nada Pop, colaborador de outras mídias de música e um dos apresentadores do podcast Conversa Afinada.

Deixe seu comentário