sábado, 23 de janeiro de 2021
Nada Pop

Ouça Lockdown, novo single da Vox Mortem

Foto de divulgação – Vox Mortem em nova formação

Como bem disse nosso companheiro de portal Maurício Martins, numa publicação em sua rede social, “aqui a gente não comemora antes do fim”. O ano quase acabando, mas ainda estamos recebendo muito material. São tantos, que gostaríamos de ter tempo de escrever sobre tudo o que as bandas têm feito ao longo desse ano louco que foi (e tem sido) dois mil e vinte.

Ainda com a carga diária de responsabilidades e demais correrias do mundo capitalista, qualquer tempinho livre a gente usa pra ouvir, ler com muito carinho e respeito as produções que recebemos. Não importa a data, a hora, o canal escolhido para envio de material, porque aqui na redação a gente não se liga em padrões, em lógicas que questionamos todos os dias. A gente gosta é de sentir o que vocês, artistas, musicistas, instrumentistas e demais agitadores da cultura nacional fazem.

E foi exatamente o que aconteceu quando eu recebi o single da Vox Mortem uns dias atrás. Eu senti a música, o riff, os pedais duplos da bateria, a levada, o ódio na letra e no vocal.

Apesar da referência ao confinamento que fomos submetidos em decorrência dos desdobramentos da pandemia, ‘Lockdown‘ não trata apenas dessa situação em específico, mas de um aspecto mais profundo sobre esse isolamento forçado. Ela “relata a sensação de um aprisionamento pessoal, a sensação de se sentir preso devido a variados fatores, incluindo psicológicos, traumáticos, um eterno LOCKDOWN”, explica Esaú Xavier (guitarrista solo e um dos fundadores da banda).

Capa Single por Esaú Xavier

Influenciados principalmente por bandas de Thrash e Death Metal, Hardcore dos anos 80 e 90 como Sepultura, Sarcófago, Ratos de Porão, Nuclear Assault e D.R.I, a banda apresentou todos os elementos clássicos de suas referências para esse trabalho. Mas o que me chamou atenção não foi apenas a construção da música em si, mas a energia que essa nova formação trouxe para a composição num geral.

Atualmente a Vox Mortem é formada por John Bryan (vocal), Rafael Leone (baixo), Jean Resende (guitarra base), Esaú Xavier (guitarra solo e backings vocals) e Flávio Monteiro (bateria). E esse encontro deu tão certo, que eles chegaram a regravar três músicas do álbum “Slaves of Vanity“, originalmente lançado em 2017, e relançaram no EP intitulado “Mors Ultra“, em julho desse ano.

O single foi mixado e masterizado no estúdio HCS por Marco Anvito, baixista e vocalista da banda Hicsos.

Ouça LockDown:

Siga, curta, acompanhe VOX MORTEM nas redes sociais. Apoiem as bandas independentes.

*************

Gosta do trabalho do Nada Pop? Contribua com qualquer valor a partir de R$ 1,00 e nos ajude a manter o site ativo. Junte-se a nós: https://apoia.se/nadapop.

Gostou desse Post? Compartilhe!

Sobre o autor

Lety Trash

Lety é editora do Nada Pop, além de guitarrista na Trash No Star, fundadora e produtora na Efusiva Records e MOTIM, um centro de cultura feminista no Rio de Janeiro.

Deixe seu comentário