sábado, 31 de outubro de 2020
Nada Pop

(Mais) 15 ótimos videoclipes brasileiros em animação

Cena do clipe "Não Deixe o Mar te Engolir", do Charlie Brown Jr.

Semana passada, publicamos aqui uma lista com 15 videoclipes brasileiros em animação, mas existem tantos bons que a lista ganhou uma parte 2. Prontos para conhecer mais clipes bons desse gênero?

1. Pequeno cidadão – Mesmo Sem a Gente

Pequeno Cidadão, formada por Taciana Barros, Edgard Scandurra e Antonio Pinto, é uma banda que se define como rock dançante para crianças. Com vários clipes em animação, foi difícil selecionar um, mas ficamos com “Mesmo Sem a Gente”, de 2017, que conta com ilustrações de Jimmy Leroy e direção e animação de Droo Droo e Carol Shimeji.

2. O Terno – Ai, ai, como eu me iludo

Goste ou não d’O Terno, é preciso admitir que “Ai, ai, como eu me iludo” é um dos melhores videoclipes do Brasil, tanto que, lançado em 2016, o vídeo levou quase dois anos para ficar pronto! Com direção de Marco Lafer e Gustavo Moraes, o vídeo foi indicado às categorias de Melhor Direção e Melhor Videoclipe no prêmio Multishow 2016, vencendo esta última.

3. Detonautas – Olhos Certos

Viajando de volta a 2003, a baladinha do Detonautas, “Olhos Certos” é uma das responsáveis por levar o nome da banda ao mainstream do rock nacional e ganhou um videoclipe que mistura marionetes com animações, alternando com cenas da banda tocando, com direção de Daniel Og. Recentemente, o Detonautas lançou mais dois videoclipes em animação igualmente bons para as músicas “Carta ao futuro” e “Micheque”.

4. Charlie Brown Jr. – Não deixe o mar te engolir

Já que fomos até 2003, por que não viajar um pouco mais no passado e ir a 2000? Ano em que o VMB, premiação extinta da MTV, indicou “Não deixe o Mar te Engolir”, do Charlie Brown Jr., a Melhor Videoclipe de Rock e a Melhor Animação em Videoclipe. Com direção de animação de Paolo Conti, o vídeo mostra animações feitas com massinha (claymation) se alternando com cenas da banda tocando em uma balsa. Apesar de ótimo, o vídeo não levou nenhum dos prêmios aos quais foi indicado.

5. Leela – Pequenas caixas

Na parte 1 da nossa lista, tivemos Violet Soda e The Zasters com videoclipes animados inspirados em videogames. Nessa segunda parte, quem representa essa categoria é a Leela, com “Pequenas Caixas”, clipe dirigido por Felipe Vellasco.

6. Nervo Chaos – Live like suicide

O videoclipe de “Live like suicide” é uma homenagem da banda Nervochaos para Cherry Taketani, guitarrista das bandas Okotô, Hellsakura e da própria Nervochaos, que morreu em dezembro de 2017.

Com animações de Leandro Franco, o vídeo, como a descrição que a banda deixou no Youtube diz, reúne tudo que Cherry amava em vida: quadrinhos, cachorros, músicas, ídolos e amigos.

7. Superguidis – O Banana

Grande nome da cena de rock gaúcha, o Superguidis acabou em 2011. O primeiro disco, lançado em 2006, contava com a música “O Banana”, que ganhou um videoclipe em animação que é rapidamente lembrado quando se fala da banda.

8. Soft Porn – Bronson

A Soft Porn mistura rock com música eletrônica em vibes psicodélicas. Toda essa mistura rendeu o videoclipe insano de “Bronson”, com videoarte de Artur Rios.

9. Maquiladora – Jack

Com animação em stop motion, inspirada em desenhos da artista Helena Duarte, o videoclipe de “Jack” é uma parceria do quarteto feminino Maquiladora com o estúdio de arte Mestre Felino, ambos da cidade Mogi das Cruzes em São Paulo.

10. Frejat – Segredos

Se você nunca se pegou cantando “procuro um amooooor, que seja boooom praaa miiim”, você deve ter vivido em outro país em meados de 2002, 2003. O clipe de um dos maiores hits do Frejat, “Segredos”, conta a história do cantor em busca de um amor novo, na Lua. Produzido pelo estúdio de animação Consequência, venceu como Melhor Clipe Pop no VMB de 2002. Frejat e o estúdio trabalharam juntos também no videoclipe da música “Túnel do tempo”.

11. Holger – Não vou me distrair

Dirigido por Marcelo Vogelaar, o clipe de “Não vou me distrair” conta com animações de DW Ribatski, que também já trabalhou nas capas dos discos Ilhabela, Relações Premiadas e do EP Sexualidade e Repressão da Holger.

12. Elza Soares – Juízo Final

A música “Juízo Final”, de Nelson Cavaquinho e Élcio Soares, ganhou uma ótima versão de Elza Soares e um videoclipe a altura, dirigido e animado por Pedro Hanser, que mostra Elza como uma super heroína na batalha entre o bem e o mal retratada na canção.

13. Supla – Kung fu on you

Se você usa muito as redes sociais, provavelmente se deparou com o vídeo da entrevista do Supla em Cubatão, na qual ele conta sobre a mistura doida que é ele mesmo e seu novo single: “Kung Fu On You”. Além de Cubatão e seu cenário “meio Blade Runner” (segundo o próprio Supla), o clipe conta com cenas gravadas em Nova York, onde está a namorada do Papito, e animações de Leandro Franco.

14. Dona Cislene – Anunnaki

Com três álbuns lançados, a banda Dona Cislene encerrou as atividades recentemente, em junho de 2020, mas deixou entre os clipes lançados o vídeo de “Annunaki” com direção de Edyelk Lucas e direção de arte de Micas.

15. Der Baum – Veronika Robótica

Um homem tenta programar a mulher perfeita no videoclipe animado de “Veronika Robótica”, da Der Baum, mas as coisas não saem muito como ele espera. Lançado em 2016, o vídeo tem ilustrações de Thaís Lopes e direção de animação de Letícia Lopes.

BÔNUS!

Coincidentemente, duas bandas lançaram há poucos dias videoclipes em animação. Estamos falando do Autoramas e do Old Rust. Confira os clipes abaixo.

Autoramas – Dinâmica de Bruto

Dinâmica de Bruto, single do Autoramas, foi dirigido e ilustrado por Leandro Franco (mais uma vez ele aqui). A faixa conta com a participação especial de Luiz Thunderbird.

Old Rust – Haverá Futuro

No dia 7 de setembro, data da Independência do Brasil, a banda Old Rust lançou o clipe de “Haverá Futuro”. A faixa, como a própria banda explica, “é uma metáfora sobre como o passado influencia, molda, educa e manipula o presente e futuro do cidadão dentro do pacto social”.

O clipe narra um cidadão de um futuro distópico, no Brasil do ano 2035, que busca mudar o seu presente. Para isso, viaja no tempo, passando por momento históricos e tomando medidas que acabam alterando a linha temporal. A animação foi produzida por Arthur Feltraco, ex-baterista da banda Marinas Found (RS) e que hoje vive em Portugal.

E aí, faltou algum? Gostou de conhecer algum vídeo que não conhecia? Deixe seu comentário e compartilhe a matéria se você acha que mais gente deve assistir a esses vídeos!

Gostou desse Post? Compartilhe!

Sobre o autor

Letícia Pataquine

Formada em Letras, é editora do Nada Pop que ama: 1. música; 2. escrever; 3. fazer listas.