quarta-feira, 21 de outubro de 2020
Nada Pop

30 clipes contra o isolamento (mas em segurança)

Crédito da imagem: Pixabay

Crédito da imagem: Pixabay

Se existe algo que acredito que poderá nos salvar, espírito e psicologicamente, é a música. Enquanto aguardamos por uma vacina, por uma nova chance de recomeçar sem nos arriscar e muito menos arriscar a vida dos outros, devemos nos manter de pé, lutando como podemos e enfrentando as diversas formas que um governo autoritário e baseado em fake news busca o tempo todo nos matar.

Separamos 30 clipes de bandas independentes (ou não) que merecem ao menos alguns minutos da sua atenção. Talvez você não consiga assistir tudo isso de uma vez, por isso, além da lista abaixo, criamos uma lista no YouTube onde você poderá passar tudo de uma vez enquanto faz alguma coisa (tipo, almoço ou janta, toma banho ou apenas limpa a casa). Tem ainda uma lista no Spotify batizada de ’30 músicas contra o isolamento (mas em segurança)’.

Basta clicar nos links em negrito para ser direcionado. Bom, ouça e se anime. Se puder, fique em casa! Aqui, somos contra apenas ao isolamento da alma.  

01 – Noise Under Control – A Fuga

Um clipe e um som interessante esse da carioca Noise Under Control. De acordo com o grupo, a faixa ‘A Fuga’ busca superar o bullying, misturando fúria e pressão nesse single. A música foi lançada pelo selo Caravela Records e conta com distribuição da Warner Music Brasil (chique, sabe-se lá o que isso significa ao certo). Mas brincadeira à parte, vale a pena ficar de olho nessa banda que em breve lançará o álbum “Caixa dos Esquecidos”.

02 – Mars Addict – In My Head

Um punk rock puro e simples, meio dançante e com um um gosto de 1990. Assim podemos definir a Mars Addict que acaba de lançar o primeiro disco intitulado de ‘Lamecoaster’, com dez faixas. A música ‘In My Head’ foi a primeira música desse trabalho a ganhar um clipe. A banda diz que possui influências de Ramones, Rancid, Inocentes e Flicts, mas com melodia de bandas como Beatles e Rolling Stones. Bom, ouça e tire as suas próprias conclusões.

03 – Disaster Cities – Automatic

Disaster Cities lançou no dia 28 de setembro o clipe da faixa ‘Automatic’, com a promessa do single fazer parte do próximo disco do grupo previsto para 2021 e intitulado ‘Erasing Karma’. Fica a dica.

04 – Guardiano – Presente

O release do artista começou assim: “Disponível em todas as plataformas digitais, faixa foi composta durante a quarentena, representando a libertação mental do artista que, mesmo em meio ao caos e seus altos e baixos emocionais, decidiu colocar o pé na estrada e abraçar algo que o salvou durante esse período: a arte”. Ok Guardiano, meu caro, você me pegou nessa. Se eu não te colocasse nessa lista depois da minha introdução, não faria sentido.

05 – Flavia K – O Mundo se Moveu

Esse não é o tipo de som que ouviria em um dia comum, mas como não estamos vivendo em dias comuns… o que me chamou atenção foi esse belo clipe da cantora Flavia K, para o single ‘O mundo se moveu’. Esse trabalho visual foi assinado pelo ilustrador e designer Reginaldo Ferreira, do Forky Studio (SP). De acordo com o release, é uma animação feita com colagens que vão descrevendo o tema e a letra, às vezes de maneira literal, às vezes mais desprendido, com cenários improváveis e efeitos especiais. Em minha opinião, música e clipe casaram muito bem.

06 – Cardamomo – Bertha

A banda entrou em contato, não consegui postar na data que eles pediram e quando achei que eles tinham se esquecido de mim, mandaram um novo e-mail para falar de novos lançamentos… Mas esse falamos em outro momento, pois quero falar mesmo desse belo som chamado ‘Bertha’, da Cardamomo.

A banda conta que essa faixa “que se divide entre o pós-punk e o pós-rock. Atrás de uma guitarra que percorre caminhos tortuosos, uma bateria enérgica e um baixo pontuado imprimem um ritmo inquietante, dando contornos caóticos para a corrida que se desenrola entre os instrumentos”. Gaste olhos e ouvidos um pouco para observar esse belo trabalho.

07 – Loyal Gun – Going Nowhere

O Loyal Gun é uma banda que nasceu digna de ser guardada no fundo dos corações de quem aprecia um bom rock indie autoral e sem gambiarras intelectuais para se disfarçar de algo que ela não é. Uma bandas que indico de olhos fechados e que já entrevistamos nesse maravilhoso podcast do Arte Inflama e que pode ser ouvido clicando neste link AQUI.

08 – Weedevil – Follow the Smoke

Weedevil é uma banda de stoner, nascida em São Paulo e que lançou recentemente o single ‘Follow the Smoke’ pela Abraxas Records. A música é um híbrido de Black Sabbath com referências contemporâneas do doom. Para 2021, a banda planeja lançar o primeiro full, vale fica de olho (ou melhor, ouvidos).

09 – Luan Bates – Casting Out a Devil

Não sei se foi a voz ou melancolia da música, mas senti uma força não muito fácil de se explicar em ‘Casting Out a Devil’ do músico Luan Bates. É o tipo de música que ouviria sentado na varada, bebendo um vinho e fumando um cigarro, pensando na vida e sentindo a solidão do mundo nos meus ombros. Uma dança estranha com a vida e com a morte, quando a escuridão parece horrível, mas tem a luz da lua para te lembrar que tem coisas ainda belas para serem vistas. Fui muito fundo nessa analogia? Espero que não…

10 – Maluria – Francamente

Power trio feminino de punk rock. Eu simplesmente amo, pois toda banda que usa seu som para um propósito de luta segue pelo caminho mais difícil da arte. Não dá para se esconder, você se mostra por inteiro e usam tudo o que podem contra você, desde o timbre da sua guitarra, seu visual, seu jeito de cantar e até na forma como você escreve… Resistir a tudo isso não é fácil e por isso desejamos vida longa a Maluria.

11 – Lo-Fi – Reality Check for a Failed Rocknrolla

É o Lo-Fi, banda de rock e sem firulas desnecessárias, feito para pular e dançar, além de beber e para quem gosta de se imaginar na estrada, no meio do deserto, ouvindo som alto e, de preferência, com boas companhias ao seu lado. É isso, sem mais.

12 – Cigana – Dá Pra Voltar?

Pensa comigo, é um belo de um trabalho fazer um clipe. Além da música, tem a questão de um roteiro, trabalhar a história que você quer contar com o som, precisa ao menos fazer algum sentido ou demonstrar alguma emoção para fazer a pessoa que te assiste a criar alguma conexão. Bom, vamos dizer que esse vídeo da banda Cigana conseguiu me conectar com o grupo de alguma forma.

13 – WRY – Morreu a Esperança

O WRY é uma daquelas bandas que merecia mais atenção do grande público. Não só pela experiência e tempo de estrada, mas pela qualidade das músicas e de sempre buscarem avançar na carreira do grupo. Recentemente eles anunciaram que irão fazer parte do cast da gravadora norte-americana OAR, que também conta com bandas como Boogarins, Particle Kid e Fan Modine. O primeiro álbum pela Overseas, e sexto de estúdio da banda, se chama “Noites Infinitas” e traz dez faixas com lançamento em 30 de outubro. Não sei se a banda já imaginava tratar desses assuntos antes da pandemia, mas o próximo disco irá abordar temas como “ansiedade, desespero e caminhos não convencionais em direção à esperança, enquanto vivemos no mundo dividido de hoje”.

14 – Exclusive Os Cabides – Gato Preto

Não achei esse clipe muito bonito não, mas ao mesmo tempo, essa estética foi uma tacada de gênio. Dá para entender? Não, eu sei. Mas combinou com a música. O release diz que a Exclusive os Cabides é uma banda independente em ascensão no cenário de Santa Catarina. O grupo “chama atenção com uma sonoridade onde mescla influências da música brasileira e do rock com uma identidade alternativa e lo-fi”. Ok, vamos ficar de olho. Após lançarem dois EPs, a banda se preparam para divulgar o primeiro álbum de ‘Roubaram Tudo’.

15 – Música Agosto – Dependente Oposição

A banda Música Agosto surgiu em 2011 na periferia de SP, com o estilo Ska/Rock. Lançaram no final de agosto o clipe da música ‘Dependente Oposição’, que faz parte do EP ‘Coleta Seletiva de Ideias’. Na música, a banda conta que o objetivo é “mostrar uma outra face do grupo, um som mais ácido e pesado. A letra e o clipe fazem críticas ao neoliberalismo, relações de trabalho e ao atual governo”.

16 – Corona Nimbus – Lights Out

Uma banda se chamara ‘Corona’ nesses últimos meses não é algo muito favorável, mas é claro que no caso do Corona Nimbus nem o próprio grupo esperava por uma pandemia. Brincadeiras (de mau gosto) à parte, esse stoner rock e sludge metal de Teresina (PI), conseguiu surpreender. Nesse clipe, a banda traz uma atmosfera sombria e melancólica, que busca se assemelhar aos delírios causados pelo transtorno de crise de ansiedade, onde problemas acabam nos sufocando e assumindo proporções muito maiores do que realmente são. Interessante!

17 – Oceania – Mouth Of God

A banda Oceania lançou um clipe e música sobre os supostos “mensageiros divinos”, líderes que impõem sua visão e subjugam grupos inteiros com base em seus dogmas. Àqueles que ousam se posicionar contra esse absolutismo são vistos como inimigos, em uma interpretação maniqueísta do mundo.

18 – Rematte – Sob o Luar

Rematte é uma banda de Fortaleza (CE) e nascida em 2017.  A faixa e clipe de ‘Sob o Luar’ questiona a necessidade de estarmos encaixados em padrões pré-estabelecidos, além da importância da superação dos medos e a busca da nossa própria identidade. De acordo com o próprio vocalista da banda, Daniel, no single o grupo “apresenta a noite como um ambiente propício para o surgimento de questionamentos, impaciências, mas também de busca pela liberdade. É na noite que nos permitimos tirar o peso do cotidiano, do dia repetitivo. É quando podemos transpor nossos medos, abismos, o fato de estarmos sendo conduzidos por uma grande engrenagem e ser somente nós mesmos. É preciso romper com essa normalidade acomodada a qualquer preço, para não cairmos nesse mar sem compasso, sem empatia e desconexão com o outro. É quando as ‘velas’ se libertam em alto mar”.

19 – The Completers – End

Com origem no sul do Brasil, a The Completers claramente tem influências do post-punk e em bandas como The Cure, Joy Division e The Sound. Ou seja, tudo o que particularmente gosto. Talvez você também curta.

20 – Unabomber – Canoa Canoa

A Unabomber regravou a música ‘Canoa Canoa’, música com mais de 40 anos e gravada pelo Milton Nascimento. A composição, de Fernando Brant e Nelson Ângelo, é sobre a preservação do meio ambiente e a luta dos povos indígenas. Pois é, o Brasil parece sempre viver o mesmo filme.

21 – Wagner Almeida – Afogar

Essa pode ser uma das músicas da pandemia. Wagner Almeida é cantor, compositor, multi-instrumentista e produtor nascido e criado em Belo Horizonte. Ele é membro do movimento artístico Geração Perdida de Minas Gerais e, em 2018, lançou seu álbum mais conhecido, “Crescimento/ Desistência”. Desde então, lançou outro disco, “Domingos à Noite” (2019) e produziu dois EPs, “Sonho Violento” (2019) e “Sonho Violento Pt.2” (2020). A música lofi e sutil de Wagner pode ser descrita como um indie rock intimista, que flutua entre folk, pop e emo, com alguns elementos experimentais e de noise.

22 – Chico de Barro – Só Mais Uma

Após 3 anos e meio do nascimento de ‘Nogueira’, o EP de estreia do quarteto carioca Chico de Barro, a banda agora traz uma música inédita em um formato batizado de “sessão no cantinho”. O grupo lançou no início de julho em seu perfil do instagram a campanha intitulada “correio da saudade” como uma forma de divulgação, onde o público relata com imagens e pequenos bilhetes de quem/o que está sentindo falta nesse momento que vivemos atualmente. ‘Só Mais Uma’ foi gravada ao vivo na casa de Nathanne Rodrigues já durante o isolamento social. O lançamento é o primeiro da banda em parceria com o selo PWR Records.

23 – Inimigo Eu – Raízes

A banda Inimigo Eu lançou no Dia dos Pais o single ‘Raízes’, que fala sobre um sentimento e uma fase em comum de todos os integrantes: a paternidade e o quanto isso significa em suas vidas. Bonito!

24 – Estranhos Românticos – Samsara

A banda carioca Estranhos Românticos – que passeia pelo rock, indie, jovem guarda, new wave, tropicália, pos-punk, surf, soul, dub e eletrônico (ufa!!) volta a lançar novos materiais após quatro anos. Em maio de 2020 nasceu ‘Só’, com dez músicas e capa feita por Luciano Cian com uma intervenção sobre a pintura ‘Tempo de Amor’, de William-Adolphe Bouguereau, artista francês do século XIX.

25 – The Mönic – Just Mad

Há pouco tempo a The Mönic lançou o clipe de ‘Just Mad (Acoustic)’. A faixa é a terceira de quatro gravadas durante a quarentena e que a banda divulga ao longo dos meses. A versão original da música faz parte do álbum ‘Deus Picio’, de 2019.

26 – Séquito – Exangue

A banda Séquito, com origem no Rio de Janeiro, trafega entre o garage, alternativo e stoner. O grupo lançou o ‘Estética de Queda’, gravado no estúdio ForestLab. De acordo com a banda, a temática das letras – todas em português – está quase sempre associada a questões existenciais, tais como aspectos conflituosos do comportamento humano; complexidade nas relações pessoais.

27 – July Talk – Good Enough

Apesar de parecer um pouco água com açúcar esse som da banda canadense July Talk, eles me pegaram em um dia que realmente estava disposto a ouvir coisas fora da minha zona de segurança. Esse grupo indie com tons de blues dialoga com temas contemporâneos de desesperança e desencontros urbanos em suas canções. A banda parte de uma viagem pessoal de autoconhecimento para buscar respostas para questionamentos existenciais. E convenhamos, clipes em preto e branco geralmente são bonitos pra cacete.

28 – Anguere – Zé Pequeno

Saindo de uma baladinha indie para o thrash hardcore. Coisas que você só encontra aqui no Nada Pop. Dessa vez, falamos da banda Anguere e o clipe ‘Zé Pequeno’, que integra o EP ‘Castigo’, lançado em fevereiro de 2020. O vídeo conta com cenas do filme brasileiro “Cidade de Deus”, que conta a história de um dos maiores traficantes da comunidade.

29 – Old Rust – Haverá Futuro

No dia 7 de setembro, data da Independência do Brasil, a Old Rust lançou o clipe da música ‘Haverá Futuro’. A canção é uma metáfora sobre como o passado influencia, molda, educa e manipula o presente e futuro do cidadão dentro do pacto social; sobre como não enxergamos que os bens materiais precisam nos levar algo prazeroso e como as pessoas, que contestam e questionam o modelo social vigente, tendem a ser oprimidas. Só por esse resumo a banda merece a sua atenção.

30 – Pata – Casa de Gelo (part. sentidor)

A pata lançou uma das músicas mais bonitas e tristes do ano. Com esse clipe e música encerramos essa postagem que foi uma jornada gigante. Falamos mais sobre esse lançamento de ‘Casa de Gelo’ nessa matéria especial que pode ser acessada clicando AQUI.

Gostou desse matéria? Se sim, deixa seu comentário e compartilhe. Se não gostou, bom… você já deve ter morrido por dentro então.

Gostou desse Post? Compartilhe!

Sobre o autor

Maurício Martins

Jornalista, editor e fundador do Nada Pop. Um dos organizadores do tributo ao SUB e apresentador do podcast Arte Inflama. Siga no Instagram: @nxdapop