quinta-feira, 19 de março de 2020
Nada Pop

BATS, disco de estreia da Drowned Men, convida para mergulhos mais profundos nas águas do post-punk

Após um ano da estreia nos palcos de Belo Horizonte os mineiros da Drowned Men lançam seu primeiro disco via Howlin’ Records. Intitulado BATS, o álbum traz nove composições que demonstram uma profunda dose de post-punk, e que apesar da tendência em associar bandas desse gênero a uma estética sombria e vampiresca, ele explora esse universo através de outra perspectiva. De acordo com o release divulgado pela banda, esse lançamento revela uma identidade mais definida e um grupo cada vez mais coeso, musicalmente e pessoalmente.

Um fato apontado em outro momento no material de divulgação é a formação da Drowned Men, que atualmente conta com Adriano Bê (Vocais), Adriano JS (Baixo), Gabriel Martins (Bateria), Joey Blasmain (Guitarra) e John Silva (Guitarra/Backing Vocal), ser integrada majoritariamente por homens negros, o que provoca uma reflexão sobre representatividade e um questionamento a respeito da hegemonia branca sobre o gênero musical que ainda reflete padrões estereotipados vindos de uma nascente com bandas como Joy Division, The Cure e Bauhaus que reforçam esse molde. Inicialmente não seria uma pauta que sobrevoaria facilmente os pensamentos dos ouvintes deste disco, mas que tem chamado atenção nas apresentações ao vivo.

Drowned Men – Bats / Foto: Flávio Charchar

As composições tratam de temas existenciais como medo, vícios, esperança, a imutabilidade de certas situações, relações que se desgastam e se refazem, temas com os quais qualquer pessoa que já tenha feito o exercício de olhar para si e para outro pode se identificar.

O lançamento vem acompanhado do primeiro videoclipe da banda, Stay, com direção de Humberto Teixeira (Rocambole Filmes/Carolina Diz) e roteiro de Raquel Batista, que também assina a direção de arte e cenografia, junto de Natália Rodrigues. Protagonizado por Lorraine Siqueira e Adriano Bê, o clipe revela como o rompimento de uma relação pode assombrar aquele que já seguiu em frente.

Aqueles que forem ao show de lançamento, dia 31 de Maio no Cine Theatro Brasil, caso a situação que envolve o coronavírus esteja controlada, poderão acompanhar a performance ao vivo da banda com abertura de Não Não-Eu, duo formado em Belo Horizonte por Pâmilla Vilas Boas (vocal, guitarra, synths), Cláudio Valentin (baixo, synts); além da primeira exibição pública do clipe, abrindo assim a turnê nacional de BATS – em parceria com a Howlin’ Records – que terá as próximas datas em SP e Ouro Preto divulgadas em breve.

Ouça o disco

SERVIÇO:

Howlin’ Records apresenta: Drowned Men – Lançamento do disco BATS
Abertura: Não Não-Eu
Data: 31/05/2020
Horário: 18h
Preço: R$20 (inteira) e R$10 (meia)
Duração: 1h30min
Classificação: 14 anos

Gostou desse Post? Compartilhe!

Sobre o autor

Lety Trash

Lety Trash é editora do Nada Pop, além de guitarrista na Trash No Star, integrante da Errática, produtora na Efusiva Records e MOTIM, um centro de cultura no Rio de Janeiro.