sexta-feira, 7 de agosto de 2020
Nada Pop

Entrevista com a autora do perfil @ARTSDAORA

SE O MUNDO VAI ACABAR, POR QUE NÃO DESENHAR?

Esse mundo precisa acabar. Precisa ser implodido. O homem que conhecemos merece virar peça de museu de alguma espécie e sociedade mais evoluídos, definitivamente. Enquanto isso não acontece é preciso que nos apeguemos às pessoas que se confrontam com o velho mundo. Especialmente por meio da arte e suas diversas manifestações.

Recentemente eu conheci o perfil da @artsdaora (instagram), uma dessas artistas que andam nas ruas e se humilham em filas como a gente. E que, por sorte, também compartilha conosco o gosto pelo marginal, pelo underground da cidade.

Exposição

Ela, que pra começar é ela e não ele, representa um projeto de desenhos e pinturas apocalípticas, auto-reflexivas e psicodélicas que tem sido expostas em algumas gigs punks pelo submundo da cidade. Saca só!

Carta Marginal – Fala um pouco do Artes Dahora… (o que é? qual ideia?)

Artsdaora – “Eu criei o artsdaora porque eu tinha muita vontade de colocar alguns pensamentos e sentimentos em arte, mas ao mesmo tempo morria de medo da reprovação dos outros. Quando criei o perfil, me coloquei o desafio de postar um desenho por dia, e assim foi crescendo. Não tem nenhuma ideia por trás, o que eu queria mesmo era poder desenhar, nesse meu estilo, coisas que eu curto. Muitas vezes rola um processo terapêutico mesmo, eu só coloco pra fora o que tá rolando aqui dentro.”

Lucicat

Carta Marginal – O que te inspira a fazer os desenhos?

Artsdaora – “Normalmente, eu gosto de simplesmente começar a desenhar e ver no que dá, as coisas vão fluindo e o desenho vai sendo criado. Eu gosto muito de temas como o fim do mundo, absurdismo, caos, extraterrestres que parecem humanos, demônios, situações do cotidiano… Tem umas ilustrações aleatórias e uma série de cartas de tarô que eu tô fazendo recentemente.”

La Maison Dieu

Carta Marginal – Desde quando faz?

Artsdaora – “Desde Junho de 2018, mais ou menos. Antes eu realmente tinha muito medo de desenhar, então o meu primeiro desenho já foi do artsdaora (segue ele aqui embaixo). Antes disso, a última vez que desenhei foi na escola rs.”

Smash the patriarchy

Carta Marginal – Dessas artes que me enviou, qual a que mais gosta? Por que?

Artsdaora – “Eu acho que seria essa:

Criatura Apocalíptica

Porque eu acho que mostra um certo desespero dessa pessoa ou criatura que eu desenhei. Eu pensei na época no lance de vivermos numa distopia tão bizarra como a que estamos vivendo, no caos, e com todos os sonhos sendo destruídos, um lance meio apocalíptico mesmo.”

Carta Marginal – O que você faz é uma atitude política?

Artsdaora – “Eu sinto que o que eu faço tem mais a ver com absurdismo, psicanálise, um pouco de misticismo, ou o que eu imagino que rola no meu inconsciente. Mas eu acho que pelas minhas ilustrações dá pra ver mais ou menos meu posicionamento político, né?”

Carta Marginal – Quais suas referências (de desenho/arte)?

Artsdaora – “Eu acho que o que eu curto seria classificado como arte contemporânea, na linha de trash art, surrealismo ou arte provocativa… Mas não sei classificar muito bem esses movimentos artísticos.”

Carta Marginal – Adorei as cartas de tarô! Por que em francês? Você fala francês?

La Mort

Artsdaora – “Eu amo tarô, amo essas coisas de arquétipos do inconsciente rsrs… são todas em francês. Eu não falo francês, mas coloquei assim por causa do tarô original de Marselha.”

Carta Marginal – O que é “stop scrollin?”

Stop Scrolling

Artsdaora – “Stop scrollin é tipo pare de rolar (o feed do instagram no caso kkkk). Eu fiz num dia que tava olhando toda hora, um vício mesmo, e isso me deu raiva kkkkkk”

Acesse todo conteúdo de Artsdaora, o link é: https://instagram.com/artsdaora

Gostou desse Post? Compartilhe!

Sobre o autor

Giuliano Mascitelli

Jornalista fracassado e vocal da banda punk Lata do Lixo da História. Escreve textos curtos, crônicas e poemas de qualidade duvidosa.