quarta-feira, 16 de setembro de 2020
Nada Pop

Suor, trabalho e esperança… Há fé em nós – Os 6 anos de Nada Pop

Nada Pop Fest – Edição São Paulo no dia 30/11 – Link do evento: https://bit.ly/35korOB

Não se trata de uma pessoa, mas de uma ideia

Quando tudo começou, em novembro de 2013, a maior vontade era ter um espaço para falar sobre as bandas que queríamos, da forma que queríamos e como acreditávamos que elas mereciam.

É difícil falar em “cenário”, se é que existe “cenário” no punk/ hardcore. Muitos podem divergir sobre esse assunto, mas é inegável que há diversas bandas, em diferentes lugares e situações. Ao longo do trabalho desenvolvido pelo Nada Pop, alcançamos pessoas e lugares que nunca imaginamos encontrar. Histórias de amor à música diante de condições difíceis de enfrentar, seja pela questão financeira, de trabalho ou familiar. E a música como força de uma ideia, em busca de mudança.

As realidades dessas pessoas vieram de encontro com a nossa própria realidade. A descoberta de nossos próprios privilégios foi um fator determinante para entender que o Nada Pop também possui um papel social. Começamos a olhar de forma mais profunda a música e observar, em busca de detalhes, as histórias por trás de cada banda, de cada álbum. Foram noites e dias investindo em descobertas, sentindo emocionalmente cada álbum como acreditamos que deveria ser. Tem uma música que resume bem tudo o que foi dito nesse parágrafo: “Continuo a caminhar / Até onde eu te encontrar / Sei que só não posso estar / Há fé em nós, em nós”, como canta a banda La.Marca, na faixa Outono, do álbum “A nova versão de uma velha estória”.

Há dias que o sol não brilha

Em todos esses anos de Nada Pop é claro que passamos por momentos de altos e baixos, ideias de desistência e, por mais gente que conhecemos em todo esse tempo, escrever é um trabalho muito solitário. Nem sempre conseguíamos fazer tudo o que buscávamos, também tínhamos as nossas limitações e nunca nos colocamos em uma posição de vaidade (ou, pelo menos, tentamos nunca agir assim).

Mas é importante dizer que nunca buscamos bajulações e sim respeito ao que fazíamos. Manter um espaço como o Nada Pop não é fácil, exige muita atenção, um alerta constante com o que fazemos e sobre o que divulgamos, pois são fatores que determinam os nossos caminhos como um veículo de comunicação. Erramos também e precisamos compreender as críticas ao invés de temê-las, já que precisamos evoluir e crescer também significa sofrer, errar, consertar. Não chegamos até aqui com os olhos vendados, mas abrindo o peito e abraçando o trabalho, pois sabemos que o “outono acaba num instante”.

A festa que alcançou outros Estados

No dia 30 de novembro, daqui alguns dias, teremos o Nada Pop Fest para comemorar os seis anos do site. Mentira, não é só pelo site, mas para celebrar que estamos vivos e juntos na união pela música e para impedir que as injustiças do nosso atual governo derrotem a nossa força de vontade de lutar por um amanhã melhor.

Juntaram-se a essa ideia outras três cidades pelo país, começando com o 8º Festival Sinta a Liga, realizado na última sexta-feira (15/11), em Brasília, e no evento da Oxenti Records, no Rio de Janeiro, que reuniu as bandas Rastilho, TrashNoStar e Encarne no sábado (16/11), em Niterói. Só podemos agradecer e dizer que vocês tornaram tudo isso maior e melhor. Falamos desses eventos em uma matéria especial feita pela Letícia Lopes, a Lety, que neste ano começou a integrar a equipe Nada Pop. Leia essa matéria foda clicando AQUI.

Os amigos do Amazonas, lá na outra ponta do Brasil, por meio do Tharciso Yamane, realizam no dia 29/11 o Nada Pop Fest edição Manaus. É difícil explicar com palavras o quanto estamos nos sentindo orgulhosos por alcançar esse reconhecimento por pessoas que mesmo distante de nós fisicamente, nos encontram ideologicamente. A festa será no Bar do Braga e traz as bandas Pacato Plutão, Sphincters, Os Playmobils, Dpeids, The Mones e Romanticida. Mais detalhes desse show AQUI.

E por fim, no dia 30/11, a edição São Paulo do Nada Pop Fest, com as bandas Wiseman, Mollotov Attack e Statues on Fire, no Estúdio Aurora, em Pinheiros. Um show praticamente intimista, com espaço para apenas 50 pessoas e com a entrada sendo 1kg de alimento não perecível, reforçando o papel social do site. O evento será registrado em vídeo, áudio e vamos disponibilizar posteriormente um mini documentário sobre esse dia.

Nada Pop Fest – Edição Manaus – Link do evento: https://bit.ly/2rWBmrE

“Amizade acima de tudo e lealdade acima de todos”

A frase acima foi dita por mim ao Danilo, da banda La.Marca, a respeito da mensagem que o clipe da faixa “Outono” me pareceu representar. Aproveitando o momento, no dia desse show que eles mostram no vídeo, tivemos a oportunidade de participar e presenciar exatamente o que o clipe busca mostrar.

“O clipe mostra o lance da lealdade que existe dentro da banda. Antes de ser uma banda, somos amigos. Precisa ter o lance da amizade e no clipe você pode reparar que várias pessoas tocaram. Entre elas o Alex, da Fusa Records e Statues on Fire, que sempre nos ajudou, tocou um amigo nosso de Minas Gerais, baixista da banda Arc Over, que nem é vocalista, mas cantou uma das músicas. Teve integrantes de formação anteriores do La.Marca. A minha esposa Dani cantou e sempre me incentiva a continuar e também como forma de homenagear as companheiras dos outros integrantes da banda. Teve o Caio que está com a gente sempre filmando e é uma pessoa gente fina demais”, explica o Danilo.

Além de tudo isso, tem também o Amarula Onofre, novo integrante do La.Marca e que no disco já participava da faixa “Outono”. “A ideia do clipe, de acordo com o Danilo, é celebrar também a chegada do novo integrante e que marca uma nova fase da banda nesses dez anos de história e, claro, já que ele participa no disco e nessa faixa, a escolha da música também era uma forma de apresentar ao público da banda o novo integrante.

Por fim, e faço das palavras do Danilo também as nossas, independente do que você acredite, faça seus corres e saiba que dá para fazer algo melhor e maior se a gente se esforçar.

Um novo recomeço

Esse texto ficou longo demais e se você chegou até aqui, agradecemos. Para 2020 estamos preparando algumas ideias novas, com mais gente nos ajudando a criar um espaço ainda mais coletivo, plural e continuar sendo referência para muitos de vocês que nos acompanham e acreditam nesse trabalho.

Se puder, não deixe de ir nos shows dos dias 29 e 30/11. Contamos com você!

Gostou desse Post? Compartilhe!

Sobre o autor

Redação Nada Pop

O Nada Pop é um espaço sobre punk, hardcore e alternativo. Acesse as nossas redes sociais e compartilhe as publicações. O seu apoio é fundamental para fortalecer esse trabalho.