segunda-feira, 21 de setembro de 2020
Nada Pop

“O Reflexo de um Sistema Doentio e Incoerente”, álbum da banda Partido HC

Os caras do Partido Hardcore, com origem na cidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, entraram em contato nos últimos dias com a gente para apresentar o primeiro álbum cheio do grupo. Intitulado com o belíssimo nome de “O Reflexo de um Sistema Doentio e Incoerente”, o trabalho conta com dez faixas do melhor hardcore melódico que me lembrou um pouco o Plastic Fire, Pense, Rise Against e até mesmo o Bad Religion.

Pelo visto os caras bebem de fontes muito saudáveis, mas claro que isso não é suficiente para fazer um bom disco. Uma das coisas que gostei, tanto quanto a sonoridade violenta (o que é um belo de um elogio de minha parte) foram a letras que fogem do mais do mesmo e se aprofundam em temas espinhosos da sociedade.

Difícil escolher uma faixa em específico do disco, Contra Maré, Reflexo, Por Mais que eu Tente até podem ser algumas das faixas destaques, mas outras como Seu Caminho, Tente, Dor e Destruição não ficam atrás. No entanto, a que mais me deu uma bela de uma agulhada na mente foi Intensidade e Movimento (!!!!).

De acordo com a banda, o nome Partido Hardcore representa a ideia de que “a música pode ser nossa ferramenta para mudar as coisas, tanto individual quanto coletivamente”. O grupo conta com a seguinte formação: Rainer Beltrame (vocal), Marcio Araújo (guitarra), Angel Araújo (baixo e vocais), Rafael Porto (guitarra e vocais) e Jean (bateria).

Os caras estão em todas as plataformas digitais como Spotify, Deezer e até Instagram. Uma banda que vale ficar de olho (e ouvidos).

Gostou desse Post? Compartilhe!

Sobre o autor

Maurício Martins

Jornalista, editor e fundador do Nada Pop. Um dos organizadores do tributo ao SUB e apresentador do podcast Arte Inflama. Siga no Instagram: @nxdapop