sábado, 26 de setembro de 2020
Nada Pop

Combover: banda paulista satiriza esmola por likes

O trio paulistano Combover lançou na última sexta-feira (30) o single “Slave to the Like”, primeira música do seu terceiro disco, “Modern Drugs”. Em seus pouco mais de dois minutos de ritmo frenético e batidas marcadas, a música faz uma crítica à dependência de curtidas nas redes sociais tanto por viciados em aplicativos quanto por ‘influenciadores’ que dependem das redes sociais para sobreviver.

If “I like you, will you like me? I will like you if you like me”

“Se eu te curtir, você me curte? Eu te curto se você me curtir”, canta o vocalista e guitarrista Don Carlón. A música ganhará um clipe, produzido pela própria banda, com lançamento previsto para a segunda semana de setembro.

O disco novo

Assim como “Slave to the Like”, todas as oito músicas do disco “Modern Drugs” tratarão do relacionamento da sociedade moderna com tecnologia, mais especificamente redes sociais e telefones celulares. “É uma ópera rock sobre telefones celulares”, resume Don Carlón. “As pessoas talvez não percebam, mas esses aparelhos portáteis causam uma dependência tão forte e crítica quanto a maioria das drogas ilícitas. Diria que já é uma epidemia”, diz.

“Modern Drugs” sai em 20 de setembro pela Aurora Discos depois de uma sequência de dois singles lançados pelo grupo na sequência de “Bomcover” (2016): “Smartphone, Dumb People” (2016) e “Flying Cocks” (2018), além da participação do grupo na coletânea/tributo aos Autoramas, “A 300km por Hora”, com a versão da música “Ex-Amigo” (2018).

O disco foi produzido e mixado por Carlos Eduardo Freitas e gravado e masterizado por Aécio de Souza no Estúdio Aurora, em São Paulo, com lançamento pela Aurora Discos e distribuição digital pela Tratore.

Participações especiais

Depois das participações especiais dos Eagles of Death Metal, de Adriano Cintra (ex-CSS/Thee Butchers’ Orchestra/Pin Ups) e Juninho Bill (Trem da Alegria) em “Bomcover”, “Modern Drugs” conta com teclados de Pedro Pelotas (Cachorro Grande) em duas músicas, do baixo de pau de Cláudio Villa (Sangue de Andróide), além de backing vocals das cantoras Geo e Helenna Hennemann (Quarteta), e de Renato Joseph (Emicaeli), Júlio César Magalhães (Orange Disaster) e Gabriel Muchon (Poltergat), e locução do radialista uruguaio Marcelo Lluberas, do programa “Vinílicos Anónimos”. Todas as artes do disco são do ilustrador e designer Eduardo Foresti (@forestidesign).

Turnê nacional

Para promover o disco, o Combover sairá em sua primeira turnê nacional com apresentações já marcadas em seis estados, além de uma apresentação no Uruguai. Outras datas estão em negociação. O giro começa por Santa Rita do Sapucaí (MG), no Festival Hacktown (7 de setembro), passa pela região Sul e Uruguai (26 de setembro a 10 de outubro) e pelo Nordeste (21 a 28 de novembro), com passagem pelo Festival Dosol, em Natal.

7 de setembro (sábado) – Santa Rita do Sapucaí/MG – Festival Hacktown
19 de setembro (quinta) – São Paulo/SP – Casa do Mancha
26 de setembro (quinta) – Curitiba/PR – Cavern Club
27 de setembro (sexta) – Balneário Camboriú/SC – Mercado Pirata
28 de setembro (sábado) – Florianópolis/SC – Talyesin
29 de setembro (domingo) – Porto Alegre/RS – Casa Obscura
2 de outubro (quarta) – Pelotas/RS – Diabluras
3 de outubro (quinta) – Montevidéu/URU – Bar Rock es la Cultura
10 de outubro (quinta) – Curitiba/PR – Casinha
19 de outubro (sábado) – Santo André/SP – 74Club
22 de novembro (sexta) – Recife/PE – Caverna
24 de novembro (domingo) – Natal/RN – Festival Dosol
27 de novembro (quarta) – Natal/RN – Dosol Sessions

*mais datas serão anunciadas em breve

Combover é: Don Carlón (Carlos Eduardo Freitas, guitarra e voz); Peter Tocha (Pedro Henrique Ishikawa, baixo) e Lord Garga (Rafael Garga, bateria).

Onde ouvir ou encontrar a banda: 

Spotify | Bandcamp | Facebook | Instagram

Gostou desse Post? Compartilhe!

Sobre o autor

Redação Nada Pop

O Nada Pop é um espaço sobre punk, hardcore e alternativo. Acesse as nossas redes sociais e compartilhe as publicações. O seu apoio é fundamental para fortalecer esse trabalho.