terça-feira, 22 de setembro de 2020
Nada Pop

Sky Down e Microndas na Associação Cecília, projeto Noise Free

Confira o que rolou na última sexta-feira na Associação Cecília e saiba como foi o show das bandas Sky Down e Microndas.

Rolou na sexta-feira passada, dia 03 de outubro, a quinta noite de shows do projeto Noise Free, que está sendo realizado na Associação Cecília, localizada no bairro da Barra Funda, em São Paulo. O evento, também organizado pela NWO Produções e por Mariângela Carvalho, traz bandas da cena independente nacional tocando sons autorias no formato acústico. (Para ler a primeira matéria que fizemos sobre esse projeto, clique aqui). As bandas da última sexta foram a Sky Down e Microndas. Ambas do ABC Paulista.

O clima da noite estava agradável como é de costume na casa, com o pessoal interagindo e trocando ideias regadas a cervejas e drinks, além das exposições que fazem parte da decoração do espaço cultural.

Um ponto muito interessante e que devemos registrar aqui foi a presença não só dos frequentadores novos ou assíduos da casa e dos amigos das bandas, mas também o comparecimento ao evento de músicos de outras bandas independentes. Estavam por lá integrantes das bandas The Bombers, Giallos, Blear e Dissidentes (eu mesmo… hehehe). Mostrando que existe sim, músicos e bandas que apoiam outras bandas, dando uma força e engrandecendo o evento e a cena underground. Ao contrário de outras bandas que colam apenas quando vão tocar e que desaparecem assim que tocam o último acorde.
Sky Down e Microndas na Associação Cecília, projeto Noise Free

Sky Down e Microndas na Associação Cecília, projeto Noise Free

A noite musical foi iniciada pela banda Sky Down. Grupo já conhecido da galera, e que já passou algumas vezes pelo Nada Pop. O trio, formado por Caio Felipe (vocal e violão/guitarra), Tales Lobo (baixo) e André Ricardo (bateria) faz aquela sonzeira alternativa no naipe de Nirvana, The Stooges e Sonic Youth aliado com a pegada punk de bandas como Sex Pistols, Ramones e Black Flag.

Foi o primeiro show da banda em formato acústico. Seguindo o mesmo esquema de palco que é padrão dos shows da casa, somente com o vocal em pé e os demais músicos sentados. E segundo o Caio, vocal da Sky Down, ele disse que não tinha muita noção de como seria o resultado do show tocando de forma “desplugada”, mas o grupo deu conta do recado e fez uma grande apresentação.

O frontman (Caio) da banda ficou um pouco contido, ao contrário de como é no formato plugado, onde o cara agita de forma alucinante. Mas isso não impediu a banda de fazer um baita show. Mostrando que as melodias e as bases simples e maravilhosas que são características do grupo se encaixassem perfeitamente na forma acústica. E que a banda está em perfeita sintonia e entrosamento. Os caras realmente se prepararam para esse show e mostraram que independente do formato, eles tocam com a mesma energia. Em pouco mais de trinta minutos a banda tocou as músicas “Another NIghtmare” e “ Some Peace”, que fazem parte do EP intitulado “Let There Be Light Cuz We’re a Mess”,  e do seu primeiro álbum, o maravilhoso e candidato a clássico “Nowhere”, lançado esse ano. Sons como “Forget”, “About Mary” e “Nowhere” fizeram parte do set list, que contou também com a cover “Witkin” da lendária banda paulista “Pin Ups”. Fecharam o show com chave de ouro, emendando os dois últimos sons que também são do primeiro disco, “Leave” e “Bad Taste”. Nota dez pros caras do ABC paulista.

O segundo show da noite foi da banda Microndas, de São Bernardo do Campo. Que para surpresa de muitos que estavam presentes, fizeram um show “plugado”. Isso mesmo! Não teve violão, baixo acústico e músicos sentados (exceto o batera, claro!), mas sim duas guitarras, baixo elétrico e muito barulho. Apenas o batera seguiu a proposta de show acústico, tocando com as famosas “vassourinhas”. Porém, a pegada forte do batera da banda fez parecer com que o músico estivesse tocando com baquetas tradicionais.

Banda Microndas - Foto por Toni Dissidente

Banda Microndas – Foto por Toni Dissidente

Apesar de tudo isso, o show não foi menos interessante, ao contrário. A banda, formada por Edson (guitarra e voz), César (guitarra), Samurai (baixo) e Fumaça (bateria e voz) faz um rock alternativo, com influências de Weezer, Dinosaur Jr, Superchunk e Polara. Como a Casa Cecília fica em um bairro residencial e já estava passando das 10 da noite, a banda teve que abaixar um pouco o volume. Porém mantiveram a energia e fizeram um show muito bacana. A banda não fez set list, selecionando o que iriam tocar na hora mesmo. Tocaram músicas autorais que fazem parte do primeiro álbum do grupo de nome homônimo, lançado em março deste ano (para ouvir o álbum, clique aqui).

No fim das contas, deu tudo certo. Foi mais uma noite muito foda pra c@#$%@. Todos ficaram satisfeitos com o resultado. Mais uma vez, assim como aconteceu na primeira noite em que estive lá, após os shows a galera continuou interagindo, no maior clima de amizade e confraternização. Algo assim só uma casa como a Associação Cecília e a galera que vive o underground sabe fazer da melhor forma possível.

Para saber mais sobre as bandas Sky Down e Microndas basta acessar os links abaixo:

Sky Down
Facebook – https://www.facebook.com/skydownpage?fref=ts
Bandcamp – http://sky-down.bandcamp.com/
Soundcloud – https://soundcloud.com/sky-down

Microndas
Facebook – https://www.facebook.com/microndasrock?fref=ts
Bandcamp – http://microndas.bandcamp.com/album/microndas-2014
Soundcloud – https://soundcloud.com/microndas

Para curtir a página do projeto Noise Free basta CLICAR AQUI.

Gostou desse Post? Compartilhe!

Sobre o autor

Toni Dissidente

Toni Dissidente é vocalista e fundador da banda Dissidentes, com mais de 10 anos de estrada. Também foi um dos idealizadores do Nada Pop, deixando o site em 2015.