segunda-feira, 15 de julho de 2019
Nada Pop

12 filmes que você não deve perder no Festival In-Edit Brasil 2016

A 8º edição do In-Edit Brasil sobre filmes e documentários musicais começou no dia 7 e termina no dia 18 de setembro. Ao todo, o evento traz 57 filmes, além de shows, debates, encontros com diretores, feiras e projeções ao ar livre. O Nada Pop indica 12 filmes para você assistir e que ficamos interessados em ver. Talvez você também fique interessado. Para conferir a programação completa do festival basta acessar: http://www.in-edit-brasil.com/

01 – ARIEL – SEMPRE PELAS RUAS

Sinopse: Ariel é um dos pioneiros do Movimento Punk no Brasil. À frente de sua banda Invasores de Cérebros, formada por integrantes que vinham de outras combos pioneiros como Restos de Nada, Inocentes e M-19, está até hoje combatendo com irreverência e rebeldia as mazelas dessa sociedade. Neste filme, o diretor Marcelo Appezzato reúne testemunhas de todo o Brasil para contar a história de um ícone das ruas.

10/09 – Sábado, às 17h30, no SPCine Olido
14/09 – Quarta, às 18h30, no Cine Matilha
Sessões com a presença do diretor

02 – A BATALHA DE SÃO BRÁZ

Sinopse: Nas imediações do mercado de São Bráz, em Belém(PA), vários MCs e fãs da cultura hip-hop se reúnem aos sábados para uma batalha de rimas. Discutindo a ocupação do espaço público e afinando nas rimas, os participantes mandam seu recado.

10/09 – Sábado, às 16h30, no Cine Matilha*
18/09 – Domingo, às 18h, no Cine Matilha*
*Dentro da sessão Curta Um Som – 1 – Mais informações AQUI.

03 – BRASIL HEAVY METAL: UM FILME, UM SONHO, UMA DECLARAÇÃO DE AMOR AO METAL BRASILEIRO

Sinopse: Nesse longa, o diretor Ricardo Michaelis faz uma bela homenagem ao início do heavy metal no país (1980-1989) e evoca todos os deuses do metal nacional para a atualidade.
Com a clareza de quem sabe a história que vai contar, Micka, que foi guitarrista do Santuário e viveu a gênese desse período, recorre a vasto material de arquivo e entrevistas para acompanhar a história de dois adolescentes que descobrem com a música um novo estilo de vida.

11/09 – Domingo, às 18h, no SPCine Lima Barreto
14/09 – Quarta-feira, às 19h30, no SPCine Olido
As sessões terão a presença do diretor.

04 – BALANÇO DO ROCK: A MAIS TRIBAL DE TODAS AS FESTAS

Sinopse: Na Rádio Cultura em Belém (PA) existe o programa “Balanço do Rock” mantém a cena roqueira da cidade em pleno vapor por mais de duas décadas. Ao longo deste tempo, ele vem revelando grupos de diferentes vertentes do gênero, com especial atenção aos sons mais pesados, e promovendo o estilo entre os ouvintes.
Músicos, produtores, promotores de shows e fãs se revezam entre vasto material de arquivo para contar uma história que serve de referência musical.

13/09 – Terça-feira, às 18h30, no Cine Matilha

05 – CONVICTO

Sinopse: A livraria Suburbano Convicto é um dos principais pontos de encontro da literatura marginal em São Paulo (SP). Localizada no bairro do Bixiga, a casa realiza um sarau todas as semanas em busca de novos talentos da poesia e também do flow, a maneira como o ritmo e as rimas se integram no hip-hop. Com a ajuda de uma bateria e de um baixo, os participantes se revezam e colocam para fora todas as suas inquietudes. Para organizar e catalisar todos esses talentos, Alessandro Buzo, dono da livraria, incentiva os poetas vindos de todas partes a mostrar suas ideias.

20/09 – Terça-feira, às 15h30, no SPCine Olido (sessão extra)
Sessão com a presença do diretor

06 – I AM THE BLUES

Sinopse: Um passeio pelo Rio Mississipi para conhecer como está hoje o berço do blues.
Nesse caminho, músicos aposentados e outros anônimos contam sua relação com o gênero. Das composições, de suas trajetórias ao lado de nomes como Howlin’ Wolf, Muddy Waters ou BB King e das cicatrizes que a vida lhes deixou. Gente que continua levando a vida à base de duríssimas jornadas de trabalho, mas que todas as noites pega seus instrumentos para registrar os seus lamentos e continua se reunindo com os amigos para tocar e trocar experiências. A alma do blues.

09/09 – Sexta-feira, às 14h30, no SPCine Olido
12/09 – Segunda-feira, às 19h, no Cine Sesc

07 – LEONARD COHEN: BIRD ON A WIRE

Sinopse: Entre março e abril de 1972, Leonard Cohen fez uma turnê por 20 cidades europeias que entrou para a história. Viajando com uma banda por cidades como Berlim, Viena, Copenhague e Tel Aviv, o músico gozava de uma grande popularidade naquele momento e protagonizou performances memoráveis.

13/09 – Terça-feira, às 19h, no Cine Sesc
17/09 – Sábado, às 16h, no Cinemateca
Sessões com a presença do diretor Tony Palmer

08 – MY BUDDHA IS PUNK

Sinopse: Kyaw Kyaw é um birmanês de 25 anos que está obcecado em tentar desenvolver a cultura punk em seu país: uma nação que ficou fechada durante décadas sob uma ditadura militar e passa no momento por um período de abertura. Nessa empreitada, ele viaja o país promovendo shows, debates, a fabricação de merchandising, feiras, festivais, e toca com sua banda Rebel Riot. Gritando contra a repressão e profetizando os fundamentos do movimento, ele transita entre o messiânico, o líder, o ditador e o fã. Diferenças sutis que trazem polêmica ao filme.

15/09 – Quinta-feira, às 20h30, no Cine Matilha
Sessão com a presença do diretor

09 – THE JAM: ABOUT THE YOUNG IDEA

Sinopse: The Jam nasceu em meio ao movimento punk e acabou adotado como tal. Seu rock direto e poderoso atraiu a cena, e a banda ganhou seguidores. Formado por Paul Weller (guitarra e voz), Bruce Foxton (baixo e voz) e Rick Buckler (bateria), o grupo se destacava pelos inúmeros hits, a atitude energética e a maneira de vestir. Nesse filme, o diretor Bob Smeaton nos mostra como tudo começou, os caminhos escolhidos, a evolução do trio, a personalidade genial de Weller e por que o grupo não se reúne mais.

09/09 – Sexta-feira, às 20h, no SPCine Lima Barreto
17/09 – Sábado, às 19h30, no SPCine Olido

10 – TIME WILL BURN

Sinopse: Se teve alguém que revolucionou definitivamente o underground brasileiro essa foi, sem dúvida, a geração dos anos 1990. Com o País livre da ditadura militar, a chegada da MTV, a multiplicação dos fanzines e o crescente interesse do público por novas sonoridades, bandas como Pin-Ups, Killing Chainsaw, Second Come, entre tantas outras, tomam a cena de assalto e convertem o rock nacional em uma encruzilhada indie com infinitas direções. Time Will Burn reúne praticamente toda uma geração para contar essa história, relembrar momentos importantes e fazer as contas do legado que foi deixado.

11/09 – Domingo, às 18h, no SPCine Olido
18/09 – Domingo, às 18h, no Cinemateca
21/09 – Quarta-feira, às 19h30, no SPCine Olido (sessão extra)
As sessões terão as presenças dos diretores.

11 – WACKEN 3D. THE MOVIE

Sinopse: Wacken é o festival de heavy metal mais aclamado do mundo. Uma reunião de fãs, bandas e decibéis que marcam todos os anos a pacata cidade de mesmo nome no distrito de Steinburg, na Alemanha. O diretor Norbert Heitker decidiu levar às telas toda a emoção do evento em um filme 3D. Entre a lama, o camping e os excessos, vemos situações engraçadas, histórias comoventes e as filmagens do shows como nunca se viu. Sente na primeira fila e chacoalhe a cabeça o quanto quiser. Wacken está aqui.

09/09 – Sexta-feira, às 19h, no Cine Sesc
12/09 – Segunda-feira, às 21h, no Cine Sesc

12 – EAT THAT QUESTION – FRANK ZAPPA IN HIS OWN WORDS

Sinospe: Frank Zappa por ele mesmo. O músico, o artista, o cidadão, o pai de família, o personagem. Estão todos aqui. A partir de uma cuidadosa coleção de entrevistas e participações televisivas, o diretor Thorsten Schütte retrata Zappa utilizando suas próprias palavras. De sua famosa aparição tocando uma bicicleta até suas últimas aparições, acompanhamos a evolução de uma figura genial.

09/09 – Sexta-feira, às 19h30, no SPCine Olido
17/09 – Sábado, às 14h, no Cinemateca

Gostou desse Post? Compartilhe!

Sobre o autor

Maurício Martins

Jornalista, pai da Maria Stella, fã de quadrinhos e ficção científica. Aficionado por música, especialmente pelo punk e hardcore. Também é idealizador e editor do Nada Pop.

%d blogueiros gostam disto: