quarta-feira, 18 de julho de 2018
Nada Pop

Uma sexta-feira 13 de shows no Zapata

Saiba como foram os shows das bandas Animal Fado, Sky Down, Testemolde e Aloha Haole no Centro Cultural Zapata

Noite de sexta-feira 13 em São Paulo. Se pra alguns pessimistas seria um dia de azar, para quem  colou no Zapata foi realmente um dia de sorte, pois puderam presenciar um show foda, que contou com as bandas Animal Fado, Sky Down, Testemolde e, a atração principal Aloha Haole, banda de surf punk instrumental de Teresina (Piauí).

A gig rolou no Centro Cultural Zapata em parceria com o Nada Pop. E falando do local, uma ótima casa de shows que está localizada na Rua Riachuelo, no centro de São Paulo, e que está agitando e esquentando a cena underground paulista. Em sua curta história, já contém shows memoráveis em seu currículo. Bandas como Devotos (PE), Cólera, DZK, Agathocles (Bélgica), Magrudergrind (EUA), Invasores de Cérebros, entre outras já subiram ao palco do Zapata. Com um espaço bem bacana e com uma aparelhagem que não deixa nenhum músico na mão. E que proporciona ao público poder assistir as bandas ouvindo o som de forma bem clara. Ninguém sai de lá reclamando que a guitarra estava mais alta ou a voz baixa, essas coisas que sempre acontecem em alguns shows por aí.

animalfado1

Animal Fado

Dando início as apresentações da noite, sobe ao palco a banda Animal Fado, banda de Itaquaquecetuba (SP). Um som experimental psicodélico, nervoso e viajante. Guitarras limpas, baixo e batera marcantes, sintetizadores e o vocal meio influenciado por Nação Zumbi fazem uma sintonia bem interessante. Os caras tocaram músicas autorais como “Morabezza” e “Maquina Breve”. Tocaram também uma cover do Racionais MC´s fazendo a versão de “Jorge da Capadócia”, do Jorge Ben, com o instrumental dessa versão sendo um som do Portishead chamado “Glory Box”. Isso mesmo! Os caras surpreenderam. Não só pelo set list mas também por mudanças na formação no meio do show. Um rodízio bem interessante, feito entre um dos guitarristas, o baixista e o batera. Psicodelia pouca é bobagem. Uma agradável surpresa pra dar início ao show.

skydown1

Sky Down

Em seguida foi a vez da maravilhosa banda Sky Down. Que mais uma vez fez um show “fudidamente fudido”. Caio, Tales e André quebraram tudo tocando aquele alternative punk que eles fazem com maestria. Rolou um set praticamente composto por músicas de seu primeiro álbum, o já clássico “Nowhere”. Começaram com a pedrada “Forget”, e também rolaram “Keep the Change”, “Kindness”, além dos sons “Another Nightmare” e “Nothing New”, do EP “Let There Be Light Cuz We’re a Mess”. Fecharam com “Bad Taste” mais um show energético, intenso e inesquecível. Que já é de praxe desse trio do ABC Paulista.

testemolde1

Testemolde

Logo depois foi a vez do Testemolde dar o ar da graça. Os caras fazem um som instrumental bem massa, pesadão. As vezes chega até a soar meio Helmet, The Melvins. Só que com um toque mais punk da parada. Os caras ao vivo mandam muito bem. Entrosamento e sintonia perfeitos, de deixar qualquer um que ouve ou assiste o show boquiabertos, tamanha é a energia do som do Testemolde. Rolaram músicas de seu álbum de estreia, de nome homônimo ao da banda, lançado em 2014. Não foi à toa que os caras foram um dos 10 selecionados no ano passado pelo projeto Rubble Tracks, da Converse. A banda se mostra bem séria e profissional no seu trabalho. Botaram fogo no palco e o deixaram bem quente para a próxima banda.

aloha4

Aloha Haole

E fechando a noite, foi a vez da atraçao principal, o trio piauiense Aloha Haole. Que começou sua tour, intitulada “You Are So Haole Tour 2015”, nos dando a honra de ver o primeiro show da tour no Zapata. E se os caras tocarem da forma que tocaram nessa noite, com certeza eles darão o que falar nessa turnê, que ainda passa por cidades como São Carlos, Santos, Piracicaba, Curitiba (PR), entre outras. O som, um surf punk pesado, vibrante, muito bem tocado. A presença de palco de Guilherme Muniz (guitarra), Fábio Gomes (baixo) e Sandro Sandanha (bateria) é algo de arrepiar. Fazendo você viajar a alguma praia munido de uma prancha de surf ou agitar feito louco na pista.

Começaram freneticamente com “Hard Rock Feelings” e “Fucking Time”, do mais recente trabalho, o EP “Fucking Summer Rain Fucked Up My Vacation”, lançado no início desse ano. Também fizeram parte do set list a inédita “White Shark Attack” e os sons “Hauzen Flauzen”, “Haole on the Beach”, “Lucky Days” entre outras músicas do primeiro Álbum, intitulado “If You Wanna Dance”, de 2014.

No fim das contas foi um show memorável. Que mostra que o Carnaval pode ser regado a muito rock para quem não curte a “festa da carne”. Infelizmente, o público não compareceu como deveria. Porém, os que colaram, presenciaram quatro bandas que fizeram um show impecável. Com a ajuda do Zapata, que além de dar espaço para as bandas, dão estrutura para que os shows sejam sempre de qualidade. É de lugares assim que estamos precisando. E para a nossa felicidade, ele existe.

ALOHA HAOLE
Facebook: http://www.facebook.com/AlohaHaoleBand
Soundcloud: http://soundcloud.com/alohahaoleband

ANIMAL FADO
Facebook: http://www.facebook.com/animalfado
Soundcloud: http://soundcloud.com/animalfadomusic

TESTEMOLDE
Facebook: http://www.facebook.com/TesteMolde
Bandcamp: http://testemoldeband.bandcamp.com

SKY DOWN
Facebook: http://www.facebook.com/skydownpage
Bandcamp: http://sky-down.bandcamp.com

CENTRO CULTURAL ZAPATA
http://www.facebook.com/centroculturalzapata

Gostou desse Post? Compartilhe!

Sobre o autor

Toni Dissidente

Toni Dissidente é vocalista e fundador da banda Dissidentes, com mais de 10 anos de estrada. Também foi um dos idealizadores do Nada Pop, deixando o site em 2015.

%d blogueiros gostam disto: