segunda-feira, 11 de dezembro de 2017
Nada Pop

Subalternos faz show de lançamento do primeiro disco em São Paulo

Por Helena Martins

Sábado, dia 30 de setembro de 2017, para muitas pessoas era apenas mais um final de semana qualquer, mas não para os integrantes da Subalternos, já que essa foi a data escolhida para realizar o lançamento oficial do primeiro álbum da banda, intitulado Nunca Pare de Lutar. O local escolhido foi o Espaço Som, localizado na rua Teodoro Sampaio, zona oeste da cidade.

A Subalternos é uma banda punk da cidade de São Paulo que surgiu no final de 2015. Com uma pegada que lembra muito as bandas dos anos 80, a banda é formada pelo vocalista Deedy, Juliano, no baixo, Cabeça, na guitarra, e o César, na bateria.

Já passavam das 19h quando o público foi chegando ao local do evento. Todos os ingressos já haviam sido vendidos e o bar, ao lado do Espaço Som, já estava bem movimentado com a galera fazendo o famoso “esquenta” antes do show. Marcado para iniciar às 20h30 da noite, o show teve um atraso, devido às fortes chuvas na cidade.

Já dentro do local, era possível ver a animação do público que foi chegando aos poucos e tomando conta dos corredores e da pista. Uma banquinha com merchan da banda estava montado no local e era possível adquirir camisetas, adesivos, bottons e o disco. E foi isso que a galera fez. Antes mesmo do show iniciar já tinha muita gente usando camisetas da Subalternos.

Merchan Subalternos – Foto: Rafael Scorbaioli

Enfim, o relógio já passava das 21h quando os integrantes subiram ao palco e começaram a ajustar afinações e se posicionar para o início do show. Tocaram por pouco mais de uma hora, em um set list de 16 sons, que foi de músicas novas, passando por todas do disco e mais alguns covers. Abriram o show com uma introdução que faz parte da trilha sonora do filme The Warriors. Em seguida, tocaram “Mentira”, música que não está no disco e que tem uma pegada bem punk rock e com uma letra muito politizada. Seguiram o show tocando “Estado”, “Por Trás das Cores” e “Atitudes Medíocres”, música que no disco conta com a participação de Henrique Baliú, ex-Blind Pigs.

Uma pausa para agradecimentos por parte do vocalista Deedy e uma sequência de dois covers, sendo o primeiro “Thick as Thieves”, do The Jam e “In a Rut”, do The Ruts. O show seguiu com “Uppercut”, “Nunca Pare de Lutar” e “Dia de Decisão”, música escolhida para ser o single do álbum e, por falar sobre a paixão pelo futebol, agitou o público que cantou o refrão.

Casa cheia no show da Subalternos – Foto: Rafael Scorbaioli

Mais uma pausa, desta vez o vocalista lembrou que o dia também era o aniversário do baterista da Subalternos e uma leve comemoração foi feita antes de tocarem “Do Anything Wanna Do”, um clássico da Eddie and the Hot Rods e que fez todo mundo dançar e cantar. Na sequência, tocaram as músicas “Antimidia”, “Palavras Vazias, que também não está no disco, e “Nós Queremos Ska”, som que fala sobre preconceito racial.

O show já chegava ao seu final e o Deedy resolveu agradecer novamente a presença de todos, disse que o show estava sendo todo gravado e que o material seria usado para a produção do primeiro videoclipe da banda. Em seguida, tocaram “Sem Destino” e “Nobodys Hero”, do Stiff Little Fingers, e a essa hora a galera já agitava na pista, quando fecharam o show com “Aos Verdadeiros”, música conhecida por todos, com um refrão muito forte e que foi cantado por todos presentes na pista.

Subalternos – Foto: Rafael Scorbaioli

Foi um grande evento, muito bem organizado em um espaço com a qualidade excelente e a Subalternos está de parabéns pelo grande show que fez e, sem dúvidas, vai colher muitos frutos após o lançamento desse ótimo álbum.

Curta a página da banda no Facebook e conheça o canal do YouTube, além do Instagram do grupo.

Gostou desse Post? Compartilhe!

Sobre o autor

Nada Pop

Nada Pop é um espaço sobre punk, hardcore e alternativo.