quinta-feira, 24 de Maio de 2018
Nada Pop

Resenha do álbum Tiro & Queda, da Dinamite Club

capa_dinamite

Capa do álbum “Tiro & Queda”, da Dinamite Club. Arte de capa por Rafael Oli

É divertido quando alguém arranca algumas ideias de você, principalmente de uma forma inovadora. Sempre comprei o pensamento do próprio Ozzy Osbourne, de que se uma banda já esta fazendo musicas sobre estar na estrada, ela realmente precisa parar de fazer turnês e ir viver um pouco, mas de uma forma gostosa e muito divertida a banda Dinamite Club quebrou minhas duas pernas!

De um jeito saudosista, que não sei como, eles fazem isso sem ser irritante, sem ser algo chato, a música “Puro” fala do dia a dia da banda, antes de sair para a estrada, a mãe preocupada, a namorada surtando, mas quando volta vendo o orgulho nos olhos dos pais, da família, explicando a dificuldade de tocar para meia dúzia de pessoas, e sempre se perguntar o porquê disso, mas lembrar do prazer que isso dá. A nona música do álbum “Tiro & Queda”, tem uma sensibilidade extrema, mas com as guitarras fortes, a bateria ditando o ritmo perfeito e o baixo sustentando tudo isso.

As outras musicas mantêm essa questão das letras muito bem trabalhadas e a pegada forte. O vocalista, baixista e compositor da banda Bruno Peras, que tem participação em todas as músicas do álbum, consegue fazer letras que o mínimo que se pode dizer é que são ótimas!

A música numero dois do CD que ganhou o título de “Scott Pilgrim”, é outra que só pelo titulo já me chamou muito a atenção, a letra é muito realista e bem trabalhada, o mais divertido é que o titulo da musica seguinte é “Contra o Mundo”, título de uma das melhores HQs adolescentes da atualidade, gerando até um trocadilho bem divertido.
A banda tem uma sonoridade que lembra os primórdios do CPM22, mas ao mesmo tempo mostra suas características específicas, que para mim a mais marcante são as letras.

Resumindo, a banda é muito boa e com um som bem produzido, conseguindo juntar o peso com a sensibilidade, o que deixa um som bem completo.

Espero que gostem tanto quanto eu, afinal, está aí uma banda que merece.

Gostou desse Post? Compartilhe!

Sobre o autor

Rafael Galhardo

Jornalista e apaixonado por música, em especial rockabilly e Johnny Cash. Um curioso e viciado em Mortal Kombat, colecionador de CDs, LPs e HQs, além de completamente louco por Star Wars.

%d blogueiros gostam disto: