quinta-feira, 23 de novembro de 2017
Nada Pop

Nenê Altro lança primeiro disco solo

Nenê Altro – Foto: divulgação

Uma das figuras mais emblemáticas do underground nacional, Nenê Altro lança seu primeiro disco solo após 32 anos de estrada. Líder do Dance of Days, pai do movimento staight-edge no Brasil, militante anarquista, escritor e amante de café Nenê acaba de lançar o disco Classe de 1972 pela Monstro Discos.

Segundo ele, a ansiedade e a empolgação com esse disco foram as mesmas de quando gravou sua primeira demo tape. “De lá pra cá mais de trinta anos voaram, as cenas mudaram, valores, gostos, as pessoas e os conceitos. Eu mesmo caí e levantei centenas de vezes, aprendi das melhores e piores formas possíveis a sobreviver e que seguir adiante é o mais importante. Mas, no fundo ainda sou aquele mesmo garoto. Sempre segui meu coração e minha regra sempre foi ser feliz, nunca fiz nada musicalmente que não quis, nunca fiquei numa banda por ficar, por exemplo, e nunca deixei o sorriso em segundo plano. Em minha carreira faria tudo outra vez”, afirmou ele.

O título Classe de 1972 além de, óbvio, ser uma referência à idade do Nenê, é proposital para a identificação de geração, presente em todo contexto do álbum e na proposta do trabalho solo do compositor. O embrião desse álbum começou com a última demo da banda Nenê Altro & O Mal de Caim (2004-2015). Com a reunião da parceria Edu Krummen (guitarra) e Nenê Altro em 2015 para dar continuidade ao projeto, a dupla decidiu seguir com a proposta oitentista, mas desvincular-se da cena darkwave/gothpunk.

As primeiras músicas compostas pela dupla Altro/Krummen para esse novo trabalho foram Alma Negra e A Falta. São as que mais dialogam com o trabalho do Nenê Altro & O Mal de Caim. Depois de ouvi-las gravadas em ensaio a dupla decidiu mantê-las, mas focar em experimentar novos caminhos influenciados por Big Audio Dynamite, The Pretenders, The Jam e Stiff Little Fingers. O disco conta ainda com as participações de Bruno Bento (baixo) e José Santos, do Dance of Days, na bateria.

Capa do álbum “Classe de 1972”

Classe de 1972, segundo o eterno legionário Dado Villa-Lobos, é “guitar rock clássico, urbano e atual, cheio de amores e desencantos melódicos e atitude na medida certa. Um disco pulsante e jovem”. Classe!

Spotify: http://spoti.fi/2rlt5M0
Deezer: http://bit.ly/2qZGIAL
iTunes: http://apple.co/2rzbbD0
Amazon: http://amzn.to/2rlCt28
Google Play: http://bit.ly/2rlCpQ2
Youtube: http://bit.ly/2qB0pxU

Gostou desse Post? Compartilhe!

Sobre o autor

Nada Pop

Nada Pop é um espaço sobre punk, hardcore e alternativo.