terça-feira, 16 de Janeiro de 2018
Nada Pop

Mirella Fonzar, do Universo Retrô, apresenta calendário com pin-ups brasileiras

calendario

Calendário Pin-Ups Brasileiras 2016 – Saiba como adquirir o seu clicando na imagem.

Em entrevista especial para o Nada Pop, Mirella Fonzar, uma das sócias do site Universo Retrô, conta sobre a origem do projeto que traz um calendário com pin-ups brasileiras. Durante a conversa, Mirella também fala sobre os bastidores do projeto e mostra como o calendário irá beneficiar um lar de idosos em São Paulo. Criado em 2015, o Universo Retrô é um site especializado na cultura, entretenimento e lifestyle vintage e retrô do Brasil. Acesse o site neste link: http://universoretro.com.br

ENTREVISTA COM MIRELLA FONZAR – UNIVERSO RETRÔ

NADA POP – Como surgiu a ideia do calendário de pin-ups brasileiras?

MIRELLA – Eu e a Daise Alves, minha sócia, já tínhamos pensado em fazer alguns projetos especiais com o Universo Retrô. Primeiramente, a ideia era fazer ensaios com garotas que tem o vintage/retrô como estilo de vida. Até chegamos a falar com a Cherry Rat, para um editorial inspirado na Barbarella, para o lançamento do portal. A questão é que não deu tempo e o projeto ficou para depois.

Em agosto, a Mona Liza, nossa amiga e modelo de janeiro, deu a ideia de a gente fazer umas fotos das meninas da cena, cada uma mostrando um pouco do seu estilo e personalidade. Juntos, então, pensamos em transformar isso num calendário de pin-ups brasileiras. Logo depois, o Leamdro Marck, idealizador da Expo Vintage, nos convidou para apoiar o evento que aconteceria em São Paulo. Achamos que seria a oportunidade perfeita para lançar o calendário, já que a feira seria próxima ao Natal.

NADA POP – E a ideia de ser um calendário beneficente, como surgiu?

MIRELLA – A ideia de ser um calendário beneficente foi da produtora Marilia Skraba e a gente só tinha uma certeza: “Precisamos ajudar uma instituição de pessoas, tem muita gente ajudando animais já”. Foi aí que pensamos que uma casa de idosos seria perfeita para esse projeto que tudo tem a ver com o passado.

Encontramos o Lar das Mãezinhas pela internet e fomos fazer uma visita à casa para saber se o trabalho era sério. Nos apaixonamos pelo lugar. A instituição tem 33 anos e hoje abriga 34 idosas. É um lugar limpo, agradável e que traz muita energia boa. Infelizmente, eles passam por dificuldades atualmente e precisam muito de nossa ajuda.

boutique_vintage_menor

Pin-up Nanne Ahadi – Foto Marcello Garcia

NADA POP – Quem mais é responsável pela produção do calendário?

MIRELLA – Para produzir o material, precisávamos do apoio de uma produtora de moda, de figurino, fotografia, cabelo e maquiagem. Foi, então, que pensamos na Marilia Skraba e o projeto Be a Bombshell e na marca retrô Sundae Inc.

No início achamos que ela não toparia, mas, para nossa surpresa, ela topou e seus parceiros também. O fotógrafo Marcello Garcia foi responsável pelos ensaios, com assistência de Paula Muller, e a beleza foi assinada pela beauty artist Silvia Britto, com assistência de Juliane Palasel, Jessica Monge e Amanda Lucci.

NADA POP – E a seleção das modelos pin-ups, como foi realizada?

MIRELLA – A nossa ideia era mostrar a diversidade da cultura retrô refletida na mulher brasileira. Meninas com biotipos diferentes; umas mais altas, mais magras, outras mais voluptuosas, mais baixinhas, com cabelo colorido, loira, morena, ruiva, negra, japonesa. E o mais importante: que vivem de alguma maneira o retrô. Tem blogueira, tem maquiadora, artista de circo, dançarina burlesca, tem modelo, dona de brechó, cantora de rockabilly, pin-up moderna, clássica… de tudo um pouco! Escolhemos meninas que preenchiam este perfil e que, acima de tudo, não têm problemas com as outras meninas envolvidas, para manter esse clima harmonioso.

NADA POP – Alguém recusou o convite?

MIRELLA – Sim, uma menina recusou o convite, acredito por querer evitar as picuinhas da cena. Uma pena, mas sabemos que isso muitas vezes atrapalha mesmo o envolvimento em projetos legais. Neste projeto, a gente tentou ser o mais imparcial possível. Tanto é que não focamos em determinado grupo, escolhemos as meninas individualmente, que tivessem a ver com as propostas de fotos e temas que escolhemos anteriormente. Acredito que, no final, o casting não poderia ser mais perfeito!

calendario-de-pinups_menor

Calendário Pin-Ups Brasileiras – Foto Koji Ogasawara / Plectro

NADA POP – Onde as fotos foram feitas?

MIRELLA – As fotos foram feitas em três diferentes locações. Tentamos adaptar todos os temas e locais dividindo em 4 meninas, a cada 4 meses. Começamos no Circus Hair, na Pamplona, com a artista circense Mona Liza, representando o Dia do Mágico, em janeiro; a dançarina burlesca Aurora D’Vine, interpretando o Carnaval, em fevereiro; a Miss Pin-Up The Sailor 2015, Madame Rose ‘N roll, para a Páscoa, em Março; a modelo FabiCherry, abril, com o Descobrimento do Brasil.

Em seguida, fotografamos na hamburgueria CIA 66, em Moema, de maio a agosto. Respectivamente: Cherry Rat, com Dia do Trabalho; Sarah Amethyst, com Dia dos Namorados; Mari Kato, Dia do Rock, e Marilia Skraba, Dia do Soldado. Por fim, o Vintage Brechó e Bar, no Belém, serviu de cenário para os meses de setembro a dezembro, com Gladis Vivane, para o Dia da Secretária; Dracurella, Halloween; Nanne Ahadi, Dia da Consciência Negra, e Bruna Gilda para o Natal.

NADA POP – Qual a importância cultural desse calendário?

MIRELLA – Temos muito poucos projetos de calendários de pin-ups no Brasil e acreditamos que o nosso seja importante também para ressaltar a beleza e importância de nossas mulheres. Quando pensamos em vintage/retrô/rockabilly, consequentemente, temos como referência a cena americana e inglesa. Cultuamos a moda de lá, as pin-ups de lá, as bandas de lá. E esquecemos que aqui também temos muito o que movimentar.

Esse calendário foi lançado exatamente pra mostrar que podemos mostrar a beleza de nossas mulheres, representando datas comemorativas nacionais ao invés de apenas reproduzir o que é feito na gringa. Por isso, temos a musa do Carnaval, inspirada nas vedetes; temos a pin-up do Descobrimento do Brasil, com vestido de tucanos e acessório de penas no cabelo; temos o nosso Dia dos Namorados em Junho ao invés do Valantine’s Day; temos o Dia do Soldado com a bandeira brasileira de fundo; temos a Consciência Negra, mostrando a beleza afrobrasileira, e por aí vai.

foto_universo_retro_menor

Making off do ensaio para o calendário pin-ups – Foto Daise Alves

NADA POP – O calendário se destina apenas para quem gosta da cultura vintage e retrô?

MIRELLA – Todo mundo gosta de ter um calendário bonitinho para mudar as folhinhas ao longo do ano, não é mesmo? Melhor ainda se for uma peça bem feita, de qualidade, com fotos bonitas e ainda poder ajudar alguém no final do ano. Acredito que não só quem curta a cultura vintage/retrô, mas todos que têm interesse em adquirir um calendário de muito bom gosto e ainda ajudar numa causa nobre, são convidados a colaborar. O Universo Retrô como um todo é aberto para todos os tipos de leitores, nosso conteúdo costuma ser bem diversificado e atrativo para todo o tipo de público; desde os leigos aos seguidores da cena.

NADA POP – Como o calendário pode ser adquirido?

MIRELLA – O calendário pode ser adquirido através do e-mail contato@universoretro.com.br (R$ 35 + frete) ou no site da gosundae.com (R$ 40 + frete). Em breve, também disponibilizaremos alguns exemplares na Top Cat, na Frei Caneca, em São Paulo. Aqui vocês encontram mais informações: http://migre.me/slhZN

NADA POP – No próximo ano podemos esperar por um calendário de 2017?

MIRELLA – Estamos com alguns outros projetos maiores para o próximo ano. Talvez role o calendário 2017, ou ainda algo maior e que envolva mais parceiros. Estamos em processo de estudo e planejamento para as ações do ano que vem. Só posso adiantar que vem muita coisa legal pela frente. 🙂

Gostou desse Post? Compartilhe!

Sobre o autor

Nada Pop

Nada Pop é um espaço sobre punk, hardcore e alternativo.