segunda-feira, 22 de outubro de 2018
Nada Pop

Maria Bonita Fest: “grrrls to the front” brasileiro regado a punk e hardcore

Contrariando as estatísticas dos shows de punk rock e hardcore, que têm, em sua maioria, homens tomando a frente da organização, das bandas e do pogo, o Maria Bonita Fest veio pra trazer uma transformação a esses festivais contando uma construção 100% feminina e totalmente dedicado às mulheres.

A organização do Fest é formada por diversas mulheres e o diferencial é que, desde o começo, foi pensado para que toda a estrutura fosse construída apenas por mulheres, ou seja, desde a organização do espaço, até a montagem de palco não haverão homens na operação do festival.

O objetivo é reunir bandas de punk, hardcore e rock alternativo compostas por mulheres, agregando MCs, DJs, artistas e tatuadoras.

maria_bonita_fest_flyer

Maria Bonita Fest – Clique na imagem para ser direcionado para a página do evento.

Em comemoração ao mês de visibilidade lésbica (que acontecerá no dia 29 de agosto), o assunto não poderia ser deixado de lado e foi pautado por mulheres lésbicas da organização do evento. No Fest será reservado um momento de debate exclusivo para as mulheres lésbicas, haverá materiais e zines escrito por lésbicas e a programação, apesar de não ser exclusiva, irá contemplar uma boa parte da cultura e luta lésbica.

Ainda que seja um festival idealizado por e para mulheres, homens são bem-vindos contanto que compreendam que o espaço de fala, dos moshs, do pogo, dos stage dive, da frente do palco e da zuera é único e exclusivo das minas.

A festa acontece no dia 6 de agosto, a partir das 16h, na Casa Goiaba e contará com shows da cantora Sistah Chilli e das bandas Zero Absoluto, Kolika e uma banda surpresa que será divulgada dias antes do evento. Também haverão materiais e zines 100% produzido por mulheres e um brechó que além de venda, fará trocas de roupas ao final do festival.

A entrada é gratuíta, mas as manas contam com contribuição voluntária de itens de higiene, itens de beleza, leite em pó ou fralda que serão doados para as mulheres do CATSO [minas 1 item | manos 2 itens].

Não vai perder essa né?

Casa Goiaba: Rua Marta, 115 – próximo ao metrô Barra Funda. Mais informações acesse: http://migre.me/uxtQ8

Gostou desse Post? Compartilhe!

Sobre o autor

Cintia Ferreira

Cintia Ferreira é feminista, riot grrrl, militante da coletiva Chega de Assédio e vegan, além de integrante da banda In Venus.

%d blogueiros gostam disto: