terça-feira, 13 de novembro de 2018
Nada Pop

“Let’s Go” é o novo clipe, do Trash No Star

foto_trash_no_star

Felipe, Letícia e Lúcia. Eles formam o Trash No Star

Texto por Mariângela Carvalho

Baseado em punk rock, noise, riot grrrl e anti sexismo, o Trash No Star é um power combo que arrebenta hierarquias e inventa seu próprio manisfesto nas guitarras imundas (vocais idem) de Letícia Lopes, baterias da chuta-bundas Lúcia de Carvalho e baixo de Felipe Santos.

O primeiro álbum veio em 2013: Single Ladies é para quem pira em guitarras sônicas, Bikini Kill ou Ramones, acha gravação lo-fi uma das coisas mais legais do planeta e perde a marra nos showzinhos underground – se joga mesmo, Trash No Star é para headbangers.

Ano passado o EP Stay Creepy (no) Summer Hits chegou meio diferente, mais melódico. Menos lo-fi, mais Melvins. Tão guitar quanto sempre. Uns arranjos tortos, umas pra dançar. 6 faixas em 11 minutos e pouco.

Deste EP, a banda lança agora um videoclipe gravado ao vivo que traduz bem qual é a do Trash No Star e mostra o punk rock suado de ser Noise Carioca em uma noitinha no submundo.

A música escolhida é “Let’s Go”, uma opereta barulhenta e orgásmica com Felipe Santos mandando o melhor do Rock de Garotas nos vocais, soando Coathangers e explodindo as quatro cordas. Letícia e Lúcia acompanham a pedradas.

O registro é numa noite lotada e quente de descomemoração ao Verão no Escritório, o endereço do quartel diy recreativo da Transfusão Noise Records, selo que grava e lança TNS e muitas bandas, do RJ para o infinito.

Na direção do clipe está Rodrigo Pastore (guitarra e vocal da banda Luvbugs), que conseguiu extrair toda a essência do Trash No Star ao vivo, das palhetadas pra baixo (legado que o melhor da escola do Punk Rock ensinou) à diversão no rosto dos presentes.

Ouça: www.trashnostar.bandcamp.com

Trash No Star é:
Felipe Santos: baixo e vocais
Letícia Lopes: guitarra e vocais
Lúcia de Carvalho: bateria

Gostou desse Post? Compartilhe!

Sobre o autor

Nada Pop

Nada Pop é um espaço sobre punk, hardcore e alternativo.

%d blogueiros gostam disto: