sábado, 26 de Maio de 2018
Nada Pop

Festival Rockerama: entrevista com Lady Cat

rockerama_np

Festival Rockerama – Mais infos AQUI.

Entrevistamos a Larissa Grecco (a Lady Cat), que junto com a Mônica Guimarães (a Moniboop), é a responsável pelo Festival Rockerama que irá trazer alguns dos principais nomes do rockabilly no mundo, como o lendário Slim Jim Phantom, ex-baterista do Stray Cats, os ingleses do The Jets, os suecos do The Go Getters, além de bandas brasileiras reconhecidas.

O nosso papo com a Lady Cat foi exatamente sobre o festival, além de outras questões envolvendo o rockabilly no país. Antes do papo, saiba que o festival irá acontecer nos dias 01 e 02 de maio, no Clube Ipê, no bairro do Ibirapuera, em São Paulo. Os ingressos podem ser adquiridos pelo site da Ticket Brasil (clique aqui) ou nos estabelecimentos da Barbearia 9 de Julho.

ENTREVISTA LADY CAT

NADA POP – O quanto você acredita que o festival Rockerama será importante para o estilo rockabilly, pelo menos em São Paulo? Existe público de fato para esse estilo e você acredita que os fãs de outros estilos de música também podem se interessar pelo festival?

LADY CAT – O rockabilly esta crescendo cada vez mais no Brasil e é muito fácil perceber isso, basta pensar em quantas pessoas entendiam alguma coisa quando você falava sobre o estilo, sobre assuntos relacionados como “pin ups”, algumas bandas, cantores e até mesmo como Johnny Cash. Quanto as pessoas sabiam sobre isso antes e quanto elas sabem hoje é muito diferente.

Mesmo tendo esse notável crescimento e tendo o surgimento de festivais de Rockabilly em outras partes do Brasil, ninguém até hoje tinha feito um festival nessas proporções por aqui. O Rockerama Festival é um momento histórico para todos aqueles que há muito tempo gostam dessa cultura e nunca tiveram a oportunidade de ir para fora do país ver bandas como as que estamos trazendo.

Acho uma grande oportunidade para quem está começando a gostar do estilo ou conhece muito pouco para ver bandas tão maravilhosas e saber o que de fato é o rockabilly. A verdade é que esse é um estilo muito agradável e fácil de gostar, minha avó gosta de Elvis, acho que ninguém que gosta de rock hoje em dia tem como virar as costas para onde tudo começou. É um ritmo cativante e dançante, feito para todos.

lady_caty

NADA POP – Como foi o contato com o Slim Jim Phantom, The Jets e The Go Getters? Todos aceitaram de primeira o convite? O que você poderia dizer em relação ao que eles sabem sobre o público deles no Brasil?

LADY CAT – O contato com o The Jets e com o Go Getters começou em festivais gringos que eu vou junto com o meu marido. Quando eu e minha sócia Mônica decidimos colocar tudo em prática escrevi para eles que foram extremamente receptivos. Amaram a ideia de vir para cá. O Go Getters ja havia tocado na Argentina, onde fez muita amizade com o dono de uma balada rocker, quando eu fiz o convite para eles, ele logo me passou que poderia fazer uma parceria com esse seu amigo para eles tocarem na Argentina também.

Parceria fechada, o dono dessa balada falou que estava querendo trazer o Slim Jim para tocar lá também e que o próprio estava pesquisando mais algum festival para tocar na América Latina para fazer mais de um show por aqui. Ele então entrou em contato comigo, o que foi completamente surreal, e fechamos assim mais uma participação em nosso festival.

NADA POP – O Rockerama se tornará o nome de um bar, certo? O que você pode falar sobre esse espaço, quando será inaugurado, onde estará localizado e fale se haverá apresentações de bandas nele. Outra coisa, como será a decoração do bar, será focado nos anos 50 e 60?

LADY CAT – O Rockerama Club é um bar/dinner que terá sua inauguração para o público no dia da pré festa do Rockerama Festival. Será uma festa para as  primeiras pessoas que compraram os ingressos para o festival junto com todas as bandas que irão participar do festival e a mídia. O club está localizado em um dos bairros mais boêmios de São Paulo, o Bexiga, na Rua Rui Barbosa, 401 (quase de frente a praça onde é realizada a feira de antiguidades). O bar está muito focado em apresentações de bandas ao vivo pensando muito na qualidade de som. A decoração impecável está voltada para o estilo Atomic age, um estilo  anos 40/50, mas que na época buscava ser futurista.

NADA POP – Há preconceito com o estilo rockabilly, algo que você perceba? Caso sim, por qual motivo você acredita que haja esse preconceito e como você lida com ele?

LADY CAT – Nunca cheguei a perceber nenhum preconceito com o rockabilly, tirando quem brinca dizendo “você se veste como a minha vó” ou “essa música minha vó gostava”, o que não posso negar, costuma ser verdade. Mas é um estilo que costuma agradar a muitos, além de que o estilo de roupas de quem gosta desse estilo musical costuma ser bonito e elegante, não tem como causar preconceitos.

NADA POP – Para encerrar, sua banda será uma das apresentações do festival. Fale um pouco sobre ela. Quem quiser conferir e saber mais sobre a banda e acompanhar o trabalho de vocês poderá acessar quais endereços (sites) ou assistir em quais datas e lugares?

LADY CAT – A minha banda Lady Cat & the Tramps já está aí com uns 6 anos de estrada e com algumas mudanças na formação original, mas sempre tocando o bom e velho rockabilly e algumas de suas vertentes. Nosso próximo show será no dia 02/05, no próprio Festival Rockerama ao lado de The Go Getters e Slim Jim! Uma das maiores emoções da minha vida, ainda mais que Stray Cats (banda original do Slim Jim ) foi quem originou o nome da minha banda (que a princípio era Lady Cat e seus felinos Casanova, em homenagem a música Stray Cat Strut).

Acesse a página da banda no Facebook clicando AQUI.

*********************************************

SERVIÇO

Festival Rockerama
Quando: dias 01 e 02 de maio
Onde: Ipê Clube
Endereço: Rua Ipê, 103 – Ibirapuera, em São Paulo
Ingressos: R$ 90 (um dia) ou R$ 180 (os dois dias)
Mais informações aqui: http://www.rockeramaclub.com.br/.

Gostou desse Post? Compartilhe!

Sobre o autor

Maurício Martins

Jornalista, pai da Maria Stella, fã de quadrinhos e ficção científica. Aficionado por música, especialmente pelo punk e hardcore. Também é idealizador e editor do Nada Pop.

%d blogueiros gostam disto: