sexta-feira, 19 de outubro de 2018
Nada Pop

Feministas lançam primeira edição do festival SHUT! no saco: Machistas não passarão

shut_01

Dia 01: Clique no flyer para ser direcionado para a página do evento

Após séculos de desrespeito, exclusão e assédio no underground, nós mulheres da contra-cultura começamos a ocupar a parte que nos cabe. Por isso foi criado o fest “SHUT! no saco: Machistas não passarão!”. Nos dias 23 e 24 de abril, na região central de São Paulo, rola a primeira edição do evento, dividida em dois dias pela diversidade de atividades e temas a serem expostos.

Como o nome sugere, o fest é voltado para o protagonismo feminino, já que parimos esta iniciativa após juntas percebermos a exaustão coletiva de estar sempre como coadjuvante ou acessório, em uma cena que se diz libertária e igualitária, mas que ainda sustenta e permite atitudes machistas e opressoras.

Notamos que a cada conversa, mais e mais mulheres apareciam dispostas a ajudar e somar, com organização, ideias e participação ativa. A aceitação foi imediata! E o que era pra ser um dia de shows com bandas feministas, transformou-se em dois dias de festival.

shut_02

Dia 02: Clique no flyer para ser direcionado para a página do evento

No rolê do sábado (23), o evento conta com bandas de mulheres da cena punk/hardcore e rock’n’roll: Antídoto F, Ratas Rabiosas, Alto Nível de Insanidade, Os Demônios da Garota e Rebeldia Incontida, mais a discotecagem no comando da Debbie Hell. Além do som, o público confere uma exposição de zines feministas e pode fazer uma flash tattoo com preço de amiga, tudo protagonizado por artistas mulheres que disponibilizaram também o sorteio de uma tatuagem.

Já no segundo dia, domingo (24), o foco é abranger outras cenas e formas de arte. No som, quem comanda são as MCs Issa Paz e Sara Donato (Rap Plus Size) e na discotecagem, Thays Calza, com sua seleção de batuques e grooves. A fotógrafa de parto humanizado Bruna Quesada traz sua exposição “Humanascer”, além de pintura ao vivo (graffiti) com a artista Verônica Nuvem e uma oficina de stencil com a Aline Giercis.

Nas conversas serão abordados os temas “feminismo negro”, com Andreza Delgado, “militância na adolescência”, com o coletivo Lobas-Guará, e “violência obstétrica”, com a doula e ativista Pâmella Souza. Além de mais flash tattoo (quanto mais melhor!), e os sorteios de dois quadros e duas tatuagens.

Mamães do rolê: vocês não só podem como devem colar! No domingo será disponibilizado um espaço kids, onde cuidaremos e manteremos a criançada feliz e entretida. Chega de limitações e exclusão: mães merecem espaço e participação!

+ Info:

Sábado, 23 – A partir das 16h, no ECLA (Espaço Cultural Latino Americano) – Rua da Abolição, 244.
Entrada opcional: Artigos para bebês em solidariedade a nossa mana recém mamãe de gêmeos, Luanda Soares.
https://www.facebook.com/events/244852079196083/

Domingo, 24 – A partir das 13h, no ERLA (Espaço da Rosa Latino Americana) – Rua Santo Antônio, 1025A.
Entrada opcional: Itens de higiene pessoal destinados às moradoras de rua da região central de São Paulo.
https://www.facebook.com/events/166272760433020/

Vale ressaltar que o evento é feminista porém misto: homens abertos a desconstrução e que respeitem nosso local prioritário de fala também estão convidados. É pedido (exigido!) apenas que os mesmos tenham consciência de que em praticamente todas as esferas da sociedade eles têm poder de fala e decisão, nós estamos apenas lutando pelo nosso. Portanto respeite a sua companheira de luta!

Gostou desse Post? Compartilhe!

Sobre o autor

Lary Durante

Formada em Comunicação e Marketing pela Universidade Cidade de São Paulo, além de baterista da banda de punk Ratas Rabiosas. Também é colaboradora da revista eletrônica Hi Hat Girls Magazine.

%d blogueiros gostam disto: