terça-feira, 24 de outubro de 2017
Nada Pop

Bandas brasileiras participam do tributo ao Teenage Bottlerocket, que incluem homenagens ao Brandon Carlisle falecido em 2015

A morte do baterista Brandon Carlisle pegou todos os fãs da Teenage Bottlerocket de surpresa em novembro de 2015. Brandon foi encontrado inconsciente e levado para o hospital, foi mantido em coma induzido durante alguns dias, mas no dia 7 daquele mês a sua morte foi anunciada pela própria banda. Segundo Ray Carlisle – irmão e vocal da Teenage – Brandon tinha um “inchaço no cérebro devido à falta de oxigênio e fluxo de sangue”. Sua perda foi sentida por diversas bandas em todo o mundo que prestaram as suas homenagens e mensagens de apoio aos outros integrantes da Teenage Bottlerocket.

No dia 22 de dezembro deste ano, a gravadora RTTB Records lançou um tributo ao Teenage Bottlerocket com participação de 61 bandas, entre elas quatro grupos brasileiros: Lomba Raivosa!, Flanders 72Boobarellas e Impatients. O álbum está disponível no Bandcamp e possui download gratuito temporário (até atingir a marca de 15 mil downloads). Ouça abaixo.

O álbum recebeu o nome de “A Tribute to Teenage Bottlerocket – Skate Or Fly” e traz em sua arte de capa o próprio Brandon com asas de anjo e andando de Skate, uma clara homenagem também por toda a sua dedicação ao punk rock. Abaixo a mensagem da RTTB Records com algumas informações a respeito do lançamento do tributo:

É um lançamento online apenas. Não vai rolar cópias físicas a serem lançadas pela RTTB Records. No arquivo que você baixar, já estarão as artes para que possam criar seus CDs pirata, camisetas, adesivos ou o que for. Pedimos, por favor, que nunca apague a assinatura do Ole Art, pois o crédito da arte é dele. Já tivemos problemas com isso no passado. Se você criar algo com a arte, mande uma foto para a gente. E a gente não ganha dinheiro algum com essas artes.

Compramos 15.000 downloads grátis para essa coletânea. Então, muito provavelmente todos vocês aí conseguirão baixar o disco assim que lançarmos. Vamos deixar a opção “Name your price” aberta. Para baixar o álbum grátis, é só digitar 0. O dinheiro que entrar neste meio tempo será utilizado para comprar mais downloads grátis. Quando acabarem os downloads, o Bandcamp fixará o preço da coletânea em US$ 7. (Não há nada que possamos fazer sobre isso). ESTE dinheiro que entrar irá todo para o PayPal da Teenage Bottlerocket.

Este projeto teve início como uma coletânea em homenagem ao Brandon Carlisle. Após um bate-papo com o Miguel Chen, mudamos um pouco. Agora, é apenas um tributo à Teenage Bottlerocket que traz esse monte de versões fantásticas e covers tudo em um só lugar. Se gostar de uma banda, visite o Bandcamp dela. Vocês terão todos os links no website (nas próximas horas) e ajude-a comprando seus materiais.

Muito obrigado de novo a todos que nos apoiam ao longo dos anos! 1-2-3-4! Por favor, compartilhe este post em seus sites e nos grupos que atuam!

Conversamos um pouco com o Tércio Testa, guitarra e vocal da Lomba Raivosa!, sobre a participação do grupo no tributo. Leia a nossa conversa abaixo.

NADA POP – Testa, conta pra gente como surgiu o convite para participar do tributo ao Teenage Bottlerocket.

TÉRCIO TESTA (LOMBA RAIVOSA!) – Logo depois do falecimento do Brandon Carlisle uma galera começou a agitar um tributo em homenagem a ele, mas que nunca saiu do papel. Há uns meses, o Marc Rahmon, que é o dono da RTTB Records e que sempre lança coletâneas e bandas bubblegum, retomou o papo com os caras da banda e disse que se eles topassem, ele lançaria até o final do ano. Não rolou um convite diretamente, mas como acompanhamos o trampo da RTTB, vimos o post e pedimos para mandar um som. O Marc topou na hora.

NADA POP – Pessoalmente, como foi participar da coleta e o significado dela para vocês?

TÉRCIO TESTA – Pra gente é do caralho sair nas coletâneas da RTTB porque sempre vem uns doidos gringos dizendo que curtiram nosso som. Fora isso, pra gente significa muito poder fazer parte por termos conhecido os caras da Teenage Bottlerocket no show deles aqui e ficamos de rolê com eles e tudo mais. O Brandon ficou o tempo todo com a gente, tomando cerveja e contando altas histórias… Foi um choque absurdo quando a gente ficou sabendo que ele havia falecido. A impressão que deu era a de que a gente tava perdendo um amigo mesmo, de tão gente fina que ele foi com a gente aquele dia.

NADA POP – E como foi a escolha da música que vocês gravaram para o tributo?

TÉRCIO TESTA – A gente ia gravar a “Headbanger” para aquele primeiro tributo. Quando o Marc anunciou esse novo, já falei pra ele que faríamos essa e para deixar reservada, mas como ele sempre recebeu muitas mensagens pedindo espaço na coletânea, acabou que outra banda ficou com a música. Uma das que estavam livre era a “Punk House of Horror”, que a gente também curte bastante. Aí, fizemos a nossa versão, “Casa Punk Horrível”.

NADA POP – Onde rolou a gravação da versão de vocês?

TÉRCIO TESTA – Gravamos o som no estúdio Papiris, aqui em São Paulo. O Caio Monfort que gravou a gente e o Paulo Senoni que mixou e masterizou a faixa. E essa será a dupla responsável por fazer o nosso próximo disco não ser um lixo completo.

Em 2014, a Teenage Bottlerocket esteve pela primeira vez no Brasil realizando shows nos dias 19, 20 e 21 de setembro, respectivamente nos espaços John Bull Pub (Curitiba), Inferno Club (São Paulo) e Teatro Odisseia (Rio de Janeiro). A banda Flanders 72 foi a responsável pela abertura dos shows nos três dias de apresentação da TBR por aqui. O próprio Tércio Testa foi um dos responsáveis por registrar o show realizado em São Paulo em uma narrativa que passa longe do significado de resenha, foi o relato de uma noite realmente memorável. Para ler, basta clicar AQUI.

Aproveite para assistir também a nossa entrevista com a Flander 72 que contou um pouco sobre a expectativa para os shows com a TBR naquela época. Só clicar AQUI. Coincidentemente, a Flanders também sofreu uma perda irreparável no mesmo ano da morte de Brandon. O baterista Rodrigo Santos faleceu no dia no dia 24 de julho após um acidente de moto.

Gostou desse Post? Compartilhe!

Sobre o autor

Maurício Martins

Jornalista, pai da Maria Stella, fã de quadrinhos e ficção científica. Aficionado por música, especialmente pelo punk e hardcore. Também é idealizador e editor do Nada Pop.