terça-feira, 14 de agosto de 2018
Nada Pop

Baixe agora a coletânea rockabilly e psychobilly do Nada Pop

O Nada Pop selecionou algumas bandas de rockabilly e psychobilly do cenário nacional e criou uma coletânea virtual com download gratuito. Chamada de “The more I work, the faster my money goes – Coletânea Rockabilly & Psychobilly”, o álbum foi criado e organizado por Leandro Franco, da banda Asteroides Trio, e Nada Pop. Para baixar basta clicar AQUI.

O nome do disco virtual foi retirado da canção “Shake, Rattle and Roll”, do Bill Haley & His Comets. Sugestão da vocalista Cherry Rat, da banda Cherry Rat e os Gatunos.

Mas afinal, o que é rockabilly? O que é psychobilly?

Rockabilly é um gênero musical que surgiu na década de 50. É uma fusão do Hillbilly, a música caipira americana tocada pelos brancos, com o rock’n’roll/rhythm and blues que era tocado pelos negros. Alguns de seus grandes expoentes foram Elvis Presley, Carl Perkins, Gene Vincent, Buddy Holly, entre outros. Na década de 80, a banda Stray Cats foi uma das responsáveis pelo revival do rockabilly, surgindo assim o termo neorockabilly.

Psychobilly pode ser considerado o filho bastardo do rockabilly. É uma mistura de punk rock com rockabilly, com letras inspiradas em histórias em quadrinhos, filmes de terror, sexo, violência entre outros temas escatológicos. Podemos citar bandas ícones do gênero como The Meteors, Cramps, Guana Batz, Kães Vadius, etc.

Abaixo colocamos a lista de todas as bandas que aceitaram o convite para essa coletânea, que teve curadoria por Leandro Franco, dos Asteroides Trio. Aproveite para conhecer o trabalho de cada uma deles e não deixe de curtir suas respectivas páginas – basta clicar no nome delas abaixo.

BANDAS DO ÁLBUM “THE MORE I WORK, THE FASTER MY MONEY GOES – COLETÂNEA ROCKABILLY & PSYCHOBILLY”

Asteroides Trio
Banda formada em meados de 2006 na cidade de Arujá (SP). O power trio é composto por Franco Kid (vocal e bateria), Cláudio Formiga (Guitarra) e Weasel Rocker (Baixo Acústico). Influências: Rockabilly, Punk Rock, Psychobilly e Rock’n’Roll dos anos 50.

Reverendo Frankenstein
Banda formada por M. Krempel (vocal), Alex from Hell (guitarra), Felipe INRI (baixo) e Fábio Koveiro (bateria). Assim como o Dr. Victor, da clássica história de Mary Shelley, seus integrantes usam seu entrosamento de quase dez anos para juntar pedaços de influências musicais de vários estilos como rock and roll, rockabilly, surf music e punk rock.

Cherry Rat & os Gatunos
Formada em 2010, a banda Cherry Rat & Os Gatunos tem hoje os integrantes Cherry Rat (vocal), Lex Tats (baixo acústico), Joe Marshall (guitarra) e Pigmew (bateria). Após 4 anos de existência a banda lançou seu primeiro álbum “Bop to the Hell” (2014) e está fazendo a divulgação do mesmo por todo o país.

Skullbillies
O Skullbillies surgiu no final de 2013 em Curitiba, gélida cidade bipolar do sul do Brasil, quando Diego “Bone Shaker” Baldraco e Rocker GT decidiram dar o pontapé inicial no projeto, compondo músicas e procurando os outros integrantes. Com a intenção de conquistar algum espaço no cenário Psychobilly, o Skullbillies vem trabalhando, desde então, em músicas autorais com a influência dos maiores nomes do estilo.

Tampa do Caixão
A banda iniciou suas atividades em fevereiro de 2011, em Joinville (SC). Faz um psycobilly urgente e agressivo, com letras cada vez mais sujas e sarcásticas, colhendo adeptos de sua maldição em várias cidades do sul do Brasil.

Roberto Terremoto e os Abalos Sísmicos
É a junção da malandragem do Blues e a Energia do RockaBilly, transformando estes dois ingredientes em um som dançante e descontraído. Criada em 2012, a Banda fez sua primeira aparição em um dos mais conceituados eventos de Blues de São Paulo, o Blues Pela Vida, que reúne grandes nomes do Blues com a intenção de ajudar pessoas carentes.

Red Lights Gang
A Red Lights Gang faz uma explosiva mistura entre rockabilly, country classic, blues, e western swing. Sem a preocupação de soar retrô, como se o rock n’ roll em sua forma mais clássica tivesse sido criado nos dias de hoje. Sempre inovando, apesar de seguir uma linha musical originalmente criada nas décadas de 40 e 50 e 60.

Old Stuff Trio
Banda de Rockabilly com forte influência Western Bop, uma banda do Rio Grande do Sul que busca resgatar a sonoridade típica destes ritmos que se popularizaram em meados da década de 50. Já se apresentaram em diversas cidades do Rio Grande do Sul, também na grande São Paulo e no estado do Paraná.

Run Devil Run
A banda tem como proposta fazer uma releitura das raízes do Rock & Roll homenageando grandes nomes do gênero Rockabilly.

Joe and the Wet Rags
Banda formada por Joe Marshall (vocal e guitarra), Maniac Biffs (baixo acústico) e Bruno Pepito (bateria). Influenciada por bandas de rockabilly/country dos anos 50 e também atuais, a banda Joe and the Wet Rags tem como influências garotas, carros antigos, elementos da década de 50… Isso ligado a um ritmo dançante e explosivo.

Big Nitrons
Big Nitrons é uma banda da cidade de Santos, litoral de São Paulo, que surgiu em meados de 2005. É um quarteto formado por Guilherme no vocal, Lucas na guitarra, Moloko no baixo e Gabriel na bateria. É um grupo totalmente diferente do que costuma tocar na mídia. Influenciados pelo surf music, rockabilly, psychobilly e punk rock, os rapazes se uniram para fazer um som divertido, sem compromisso social ou ideológico.

Cwbillys
Banda formada em fevereiro de 2006 por Bruno B. Rocker, Dani Cash e Pepeu Flukeman com o intuito de tocar um som próprio em português sob as influências do Rock’n Roll clássico, Rockabilly, Country, Blues e Psychobilly. Músicas próprias e letras em português falando sobre temas como hot rods, pin ups, bebedeiras, caipiras, noitadas e terror B. Em 2007 é lançada a primeira demo da banda, intitulada ‘Single’ contendo cinco faixas próprias.

Capitão Taverna
Capitão Taverna é um projeto de Billy Nilson, com o intuito de tocar a raiz do Rock n’ Roll, ou seja, Country, Blues, Rock a’Billy, mas que tenha identidade própria. O estilo é denominado Rock n’ Roots. Lançou um clipe da musica Antigo & Kustomizado e está finalizando as gravações do primeiro cd. Em breve estará lançando o vídeo oficial “Ladrões de Corações”, uma country music com viola caipira.

Skizoyds
Billy Grilo – Massacre da guitarra elétrica e B. Vocal, Luícifer- Vocal e batera e Alemão Tequila – Slap Bass (Baixo Acústico) e B. Vocal, são remanescentes da banda Mongolords (1992-1998), banda que teve um single produzido pelo Marcelo D2 do Planet Hemp, após vencerem um concurso pela Sony Music e Revista Showbizz.

B. Booms
A banda B.Booms foi formada em 2014 por Bruno B. Rocker no vocal e violão, o qual posteriormente convidou para o trio o baixista Jeff Domingos e o guitarrista Guilherme Valengo. Por motivos pessoais, Valengo teve que deixar a banda, assim passando a vez para o guitarrista Johnny Larápio. Com músicas em sua maioria autorais, o trio escarra seus versos etílicos acompanhados de fortes doses de rock’n roll e rockabilly, assim criando seu estilo próprio chamado Kachaçabilly.

Voodoo Brothers
Duo paulista formado por Vinci Cave (vocal e guitarra) e Camila “Pitty” Lacerda (backing vocal e bateria). Influências de rockabilly, psychobilly e blues.

The Krents
Formada em 1993, os Krents é hoje a mais antiga banda de psychobilly de São Paulo ainda na ativa. Passou por algumas mudanças em seu elenco durante estas décadas. Imagine Charles Bukowski, Nelson Rodrigues, Vincent Price ou José Mojica Marins com suas obras e personagens, servindo de temas para o Rock and Roll… assim já se pode ter uma noção do universo dos Krents.

Gostou desse Post? Compartilhe!

Sobre o autor

Maurício Martins

Jornalista, pai da Maria Stella, fã de quadrinhos e ficção científica. Aficionado por música, especialmente pelo punk e hardcore. Também é idealizador e editor do Nada Pop.

%d blogueiros gostam disto: