sexta-feira, 22 de setembro de 2017
Nada Pop

André Alves, da Statues on Fire: “Nunca deixe na mão um amigo que quer ajudar a promover sua banda”

No ano passado a Statues on Fire excursionou pela terceira vez na Europa e, depois de uma série grande de shows, foi convidada para uma live sessions na Truetone Records, em Saarbrucken, na Alemanha. O resultado dessa live você pode conferir acima; uma hora ininterrupta de som com áudio e vídeo impecável.

Falando nessa tour, tivemos a honra de abrigar a tour report dessa viagem e a possibilidade de saber de alguns detalhes bem interessantes. Ficou curioso? Se não leu, basta clicar AQUI.

O André Alves, guitarra e vocal da Statues on Fire, contou pra gente algo bem bacana sobre essa sessions na Truetone Records. Algo que qualquer banda deveria ficar bem atenta e não deixar passar batido. Confira abaixo:

“A gente geralmente toca em um bar na cidade chamado Nilles desde a primeira tour, que é bem pequeno, porém lota e a energia é incrível. O Marco, da banda Baby Lou, hoje atua Pool Rules, mora na rua de trás do bar, sempre ficamos na casa dele tomando as cervas que ele não bebe, ele é vegan SxE (eu acho).

Marco tem a coleta com o estúdio Truetone. Saímos de Berlim (Alemanha) e viajamos até Koln (8 horas) no outro dia – mais não sei quantas horas até Saarbrucken, porque estávamos de Day Off (dia de descanso)… então o Marco agendou esse show.

Foi uma espera longa, lá foi o dia todo e agora quase um ano esperando a edição. Apesar da espera, os caras cuidaram de cada detalhe do vídeo, o áudio ficou incrível e ainda pegou a banda em uma sequência de shows já, acho que esse era o décimo show sem pausa.

Quando você está em tour, acha legal fazer um lance desses, mas também acha um saco ter que fazer, porque depois de 10, 12 shows você está só o fiapo. Mas você nunca deve deixar na mão um amigo que quer te ajudar a promover o trabalho da sua banda”.

Gostou desse Post? Compartilhe!

Sobre o autor

Maurício Martins

Baixista da banda Luta Civil, jornalista, pai da Maria Stella e fã de quadrinhos e ficção científica (não necessariamente nessa ordem). Também é idealizador do Nada Pop.