quinta-feira, 23 de novembro de 2017
Nada Pop

#035 – Os 10 álbuns de Chuck Hipolitho (Vespas Mandarinas)

Eduardo Hypolitho Benedito, mais conhecido como Chuck Hipolitho, é músico e produtor bastante conhecido por conta de alguns dos seus trabalhos na MTV, seja como VJ ou diretor de programa. Entre 1999 a 2009 foi guitarrista e um dos vocalistas do Forgotten Boys, banda com forte influência de Ramones, Iggy Pop e The Hellacopters.

Com o Forgotten percorreu o país e teve muita repercussão pela qualidade do rock de garagem que faziam (e que ainda fazem, mesmo com a saída do Chuck).

Posteriormente, formou o Vespas Mandarinas que, após alguns EPs, lançou em 2013 o primeiro álbum cheio, Animal Nacional, pela Deckdisc. Super elogiado pela crítica, o álbum chegou a ser indicado ao 14º Grammy Latino na categoria “Melhor Álbum de Rock Brasileiro”. Um feito que despertou ainda mais a curiosidade de muita gente.

Chuck também é proprietário do Estúdio Costella, “verdadeiro estúdio de garagem em Perdizes”, como é possível descrever o espaço. Muita coisa legal já foi feita no Costella e vale a pena conhecer, mesmo que você não seja músico ou tenha banda.

Outra qualidade do Chuck é a sua habilidade com a gastronomia, algo que ainda esperamos experimentar para poder confirmar. Pelo menos, quem acompanha suas atividades nas redes sociais, sabe que pelas imagens e vídeos que ele compartilha tudo parece ser muito saboroso e nenhum pouco gourmetizado. Comida para quem tem fome e não para quem quer status.

Esperamos que não tenha faltado nada nessa introdução e desejamos que você tenha uma boa leitura e descobertas musicais bem interessantes (como tivemos) com a lista preparada abaixo e que revela um pouco das influências e pirações de Chuck Hipolitho.

Os 10 álbuns de Chuck Hipolitho (Estúdio Costella e Vespas Mandarinas)

01 – LA BAMBA (1987)

Meu primeiro disco, conheci o rock gringo através desse disco. Ganhei quando tinha 9 anos. Tenho até hoje, em LP. Achei aquele som divertido pra caralho, meu deu tesão. Como a letra era em castelhano eu aprendi a cantar rapidinho e o disco ficou em loop lá em casa. Eu pegava uma raquete e fingia que era uma guitarra e ficava em cima do sofá pulando e fingindo que era comigo.

01_labamba

02 – OS PARALAMAS DO SUCESSO – O PASSO DO LUI (1984)

Ouvia isso quando estava na primeira e segunda série em Brasília. Tocava no intervalo, estava bombando na época e eu ia assimilando aquilo.

02_paralamasdosucesso

03 – TITÃS – CABEÇA DINOSSAURO (1986)

O melhor disco de rock-pop brasileiro na minha opinião.

03_titas_cabecad

04 – PEDRO SANTOS – KRISHNANDA (1968)

Música viva. Acho que é o único trabalho dele. Uma mistura de músicas instrumentais, letras surreais e sons da natureza. Um som meio psicodélico, muito muito muito maluco e gostoso de ouvir. Faz muito a minha cabeça.

04_pedrosantos

05 – RAIMUNDOS – RAIMUNDOS (1994)

Quem não? Não lembro como apareceu na minha vida, de repente estava estourado por aí. Em Pirassununga não tinha MTV, então a gente esperava chegar fitas de VHS que vinham de SP pra poder ver a banda ao vivo, por exemplo. Tive até banda que tocava cover deles.

05_raimundos

06 – RAIMUNDOS – LAVÔ TÁ NOVO (1995)

Na sequência veio esse clássico. Pirei muito. Eu tava viciado no primeiro e um dia fui na loja de discos que tinha na rodoviária e encontrei o Lavô Ta Novo. Pensei que era pirata ou sei lá o quê, não imaginava que tava pra sair disco novo, naquela época era assim. Não tinha internet. Cheguei em casa e não acreditei no que ouvi. Eu Quero Ver O Oco fudeu com tudo.

06_raimundos_lavotanovo

07 – RAMONES – ROCKET TO RUSSIA (1977)

Descobri que eu poderia TOCAR música também, com esse disco.

03 - Ramones - Rocket to Russia

08 – SEPULTURA – ARISE (1991)

Matava aula para ouvir. Ouvia na casa do Ricardinho. A casa dele ficava praticamente sozinha então era fácil ir para lá e ficar ouvindo um som. Também rolava muito Ratos de Porão. Era um tesão ficar ouvindo aquele som. Eu também ouvia muito o “Kill ‘Em All” do Metallica. Nunca tive uma fase metal mas sempre curti muito o gênero. Pra mim tudo é música e pronto.

08_sepultura

09 – BILLY BRAGG & WILCO – MERMAID AVENUE VOL. 1 (1998)

Músicas escritas para letras e poemas deixadas por Woodie Guthrie.

09_billybragg_wilco

10 – JORGE BEN – A TÁBUA DE ESMERALDA (1974)

Acho que é meu disco favorito de música brasileira.

08_jorgeben

Gostou desse Post? Compartilhe!

Sobre o autor

Maurício Martins

Jornalista, pai da Maria Stella, fã de quadrinhos e ficção científica. Aficionado por música, especialmente pelo punk e hardcore. Também é idealizador e editor do Nada Pop.