quinta-feira, 23 de novembro de 2017
Nada Pop

#032 – Os 10 álbuns de Rashid

Rashid – Foto: Eric Ruiz Garcia

“Cê já teve um sonho?”, pergunta Michel Dias Costa, mais conhecido como Rashid, na faixa de abertura do seu primeiro disco oficial. Intitulado A Coragem da Luz, o álbum traz participações especiais de produtores e de outros rappers e cantores que tiveram importante papel desde que ele saiu de Ijaci, cidade do sul de Minas Gerais onde passou a adolescência. Não à toa, Rashid voltou ao local com o fotógrafo Eric Ruiz Garcia para fazer a imagem da capa do álbum. Lá foi onde o sonho começou e essa jornada é narrada ao longo de A Coragem da Luz.

rashid_capaalbum

Primeiro disco oficial do Rashid: “A Coragem da Luz” – Foto da capa por Eric Ruiz Garcia.

É daqueles discos para ouvir de olho na ficha técnica, já que o trabalho é rico no macro e também nos detalhes. Entre as participações estão CrioloIzzy Gordon, Alexandre CarloXênia FrançaMano Brown e Max de Castro. A mixagem ficou por conta de Maurício Cersósimo, no Estúdio Mix Nova, em São Paulo, enquanto a masterização foi feita por Tony Dawsey, no estúdio Phantom Mastering, em Nova York. O álbum ainda teve a direção musical de Julio Mossil e do próprio Rashid.

É chegado o momento de A Coragem da Luz ganhar o mundo. Um legítimo álbum de rap com os dois pés fincados na música brasileira que começou como um sonho e se tornou real. Cê já teve um sonho?

Ouça A Coragem da Luz: Spotify | Deezer | Youtube | Tidal | Napster | Google Play | iTunes

#032 – Os 10 álbuns de Rashid

01 – RACIONAIS MC’S – SOBREVIVENDO NO INFERNO (1997)

Esse disco é um marco pro Rap brasileiro, em termos de números, música e postura. Eu era muito novo quando o disco saiu, demorei um pouco pra entender o que era aquilo e tudo o que os caras falavam. Quando entendi, pensei: “eles estão falando de mim!” A identificação foi inevitável!

01_racionais

02 – MILTON NASCIMENTO E LÔ BORGES – CLUBE DA ESQUINA (1972)

Só descobri esse álbum, verdadeiramente, depois que comecei a fazer minhas pesquisas de música brasileira. Dei de cara com esse que é considerado um dos melhores discos nacionais de todos os tempos e com razão. É tudo cheio de profundidade e beleza. Esse disco é muito Rap!

02_milto_loborges

03 – JAY Z – THE BLACK ALBUM (2003)

Coloco esse álbum na lista porque foi como eu virei fã de Jay Z. Ao lado de todo o império que ele construiu com inúmeras marcas e empresas, se vê nitidamente que o talento dele na música ainda é maior do que pro “business”. Além do clássico “Reasonable Doubt”, esse é meu disco favorito dele.

03_jay_z

04 – SABOTAGE – RAP É COMPROMISSO (2000)

Outro clássico! Difícil não colocar esse álbum numa lista dessa devido a sua enorme influência não só no meu trabalho, mas em boa parte dos trabalhos e/ou na mentalidade dos grupos e MC’s que vieram após o Sabotage. Sabota trouxe à tona novas possibilidades, dentro e fora da música. Sua obra o tornou imortal.

04_sabotage

05 – CAETANO VELOSO – BICHO (1977)

Lembro de ver o Rappin Hood rimando “Rap du bom parte 2” sobre “Odara” do Caetano e ficar em choque! Tanto com outro clássico do Hood, quanto pela canção de Caetano que era “novidade” pra mim, um moleque de 12 anos. A partir daí, passei a me interessar pela obra desse que é uma das entidades da música brasileira. Esse disco, além de ter “Odara”, tem outras jóias raras incríveis do grandioso catálogo dele.

05_caetano_veloso

06 – DR. DRE – 2001 (1999)

Um álbum predestinado a mudar toda uma cena musical e influenciar as gerações vindouras. Esse disco só tem pancada!!! Dr. Dre é um dos maiores produtores de Rap no mundo, se não for o maior, e esse álbum ajudou ele nessa escalada. As produções, as participações, os detalhes… Tudo onde deveria estar.

06_dr_dre

07 – KAMAU – NON DUCOR DUCO (2008)

Clássico das novas gerações do Rap brasileiro. Esse é mais um dos discos que ajudou a abrir mentes dentro da nossa cena. Acredito que é um disco decisivo na vida de muita gente, porque mostrou que era possível fazer um grande álbum de Rap e fazer um barulho de gente grande mesmo não sendo um Rap tão popular na época, já que não era o clássico “Rap Gangsta”. Esse disco ficou entre os 25 melhores discos nacionais daquele ano pela Rolling Stone (2008). Histórico.

07_kamau

08 – JORGE BEN – A TABUA DE ESMERALDA (1974)

O Jorge dispensa comentários. São hits, clássicos, muito carisma, energia, etc. Mas uma coisa que me influência muito na obra dele é a liberdade como ele trabalha os temas. Coisas simples como uma gravata florida viram uma linda canção. Esse disco tem viagem astral, romance, cotidiano, raízes africanas e por aí vai. Ele é muito versátil.

08_jorgeben

09 – XIS – FORTIFICANDO A DESOBEDIÊNCIA (2002)

Desde que comecei a admirar o trabalho do Xis, sempre achei ele diferente. Agressivo, musical e que trabalhava muito bem com temas simples (tipo o Jorge Ben). Esse disco dele, foi um soco no estômago! O disco anterior (“Seja Como For”) já era um clássico, agora esse veio pra confirmar que a zona leste tinha um novo grande representante na cena. “Sonho Meu” é dos meus Rap’s prediletos da vida.

09_xis

10 – NAS – ILLMATIC (1994)

Um dos melhores discos de Rap de todos os tempos, apenas isso. Nas já estreou nesse posto. Sem dúvida nenhuma ele é um dos melhores letristas da história do Rap e influencia muita gente por aí. Eu mesmo tenho uma preferência por esse estilo New York de rimar, mais seco, direto ao ponto, agressivo e meio sujo que o Nas dominava e domina até hoje.

10_nas

Gostou desse Post? Compartilhe!

Sobre o autor

Maurício Martins

Jornalista, pai da Maria Stella, fã de quadrinhos e ficção científica. Aficionado por música, especialmente pelo punk e hardcore. Também é idealizador e editor do Nada Pop.