segunda-feira, 15 de outubro de 2018
Nada Pop

#012 – Os 10 álbuns de Querolx

dino_bang

Dino Bang – Banda de Brasília.

Ana “Querolx” Nicolau é vocalista e guitarrista das bandas Dino Bang e Implicante, fotógrafa, autora do blog Subverter, estudante de cinema, diretora de clipes, criadora de fanzines… É tanta coisa que provavelmente deixamos alguma coisa de fora.

Seu primeiro contato com o punk/hardcore foi no ensino médio por meio de um professor de inglês, o Régis Matsumoto, que a convidou para assistir o show da sua banda, Firstations, com os caras da Lomba Raivosa. Esse rolê mudou sua vida, como ela mesma diz “foram shows horríveis em bares horríveis”, assim decidiu que queria ser daquele jeito.

No dia seguinte juntou uma galera da escola e formou uma banda! Desde o seu primeiro contato com o punk rock vem participando dos shows, conhecendo novas bandas, novas amizades e até montar outras bandas. Quando comprou sua câmera a primeira coisa que fez foi documentar o “underground” que participava e curtia.

É criadora do projeto “Além dos Amplificadores”, que apresenta muitos integrantes de bandas em suas vidas cotidianas (trabalho/escola) e depois essas mesmas pessoas fazendo um som e sendo de certa forma “mais livres”. Leia nossa entrevista sobre essa exposição clicando AQUI.

Abaixo é possível conferir um pouco dos álbuns que influenciaram essa menina que provavelmente ainda vamos ouvir falar (e muito!).

#012 – Os 10 álbuns que influenciaram Querolx (Dino Bang, Subverter, Fanzines, entre outros)

01 – DESCENDENTS – MILO GOES TO COLLEGE (1982)

Mó clichê, todo mundo gosta/ama/etc essa banda e este álbum e eu também, gasto ½ do eu dinheiro com merchan desses caras e vendi meu carro pra completar a coleção de discos deles, mentira eu nunca tive um carro. Não sou da década de 80, não vi essas banda fmz sendo uma bosta e nunca conheci nada assistindo MTV, depois de ouvir 1 disco de 1 banda ruim que citava um monte de banda fui atrás e me apaixonei pelos caras, principalmente porque também sempre fui meio nerd/estranha e na hora que ouvi este “albinho” rolou maior química.

01 - Descendents

02 – TEENAGE BOTTLEROCKET – WARNING DEVICE (2008)

Menos clichê, mas ainda assim…
Brincando de “quais são as suas bandas favoritas” um cara citou esses caras e no primeiro minuto que ouvi caí de joelhos e me entreguei. Eles vieram pro Brasil (com s) ano passado e foi uma das noites mais loucas de minha singela vida.

02 - Teenage Bottlerocket

03 – RAMONES – ROCKET TO RUSSIA (1977)

Muito mais clichê, sou uma pessoa muito mediana, desculpa.
Ramones sempre pareceu muito com Mamonas Assassinas, ne ? (Não) Daí ainda jovem, com 12/13 aninhos, uma menina mais velha usava uma blusa deles com a águia e tudo mais (na época não era moda) logo falei “hehe mamonas assassinas” ela me deu maior tirada e fui procurar na minha internet discada de qual era, daí desandei.

03 - Ramones

04 – BULIMIA – SE JULGAR INCAPAZ FOI O MAIOR ERRO QUE COMETEU (2001)

Eu sou mulher. Eu sou de Brasília . Eu posso fazer tudo que eu quiser.

04 - Bulimia

05 – NIRVANA – BLEACH (1989)

Q ANIMAL, MEW.
Essa banda todos os hippie punk hardcore curte por isso eu curto, não dá pra ouvir, não dá pra entender, os caras sujos com merda na cabeça, deu vontade de ser assim também, estamos aqui hoje.

05 - Nirvana

06 – NOFX – NEVER TRUST A HIPPIE (2006)

Nofx é massa, eles tem uns 3212465121 álbuns e umas 213435432121 músicas lindas e perfeitas que com certeza me transformaram em uma pessoa bem pior, mas esse aí é demais! São só 6 músicas detonando Jesus e todo o resto do planeta, precisa de mais ?

06 - NOFX

07 – LITTLE QUAIL AND THE MAD BIRDS – LÍROU QUÊIOL EN DE MÉD BARDS (1994)

Ser adolescente em Brasília não é tão ruim assim, mas crescer sabendo que se montar uma banda todo mundo vai perguntar se é que nem Capital ou Legião é uma bosta. Little Quail foi uma banda jovem animal e se não fossem por eles eu não ia ser tão sem noção. As músicas são divertidas e não falam nada e tudo ao mesmo tempo, dadaísta.

07 - Little Quail and the Mad Birds

08 – RANCID – AND OUT COME THE WOLVES (1995)

Mais uma banda cliché cult underground

Uma das bandas do pacote que conheci ouvindo um monte de outras bandas que falam de outras bandas, daí quando vi tava ouvindo esse álbum no repeat no meu mp3 prata.

É pra dançar, chorar e tocar air _____ todos os instrumentos, inclusive foi a primeira vez que ouvi uma parada meio ska, meio feliz, muito sol.

08 - Rancid

09 – GREEN DAY – DOOKIE (1994)

Todos os emos/pop punkers /etc amam .
Esse álbum nasceu no mesmo ano que eu (que novinha) é lindo e é tudo que eu sempre quis ser. Green Day é uma banda meio adolescente (desculpa) e eu já fui adolescente/sou (será?).

09 - Green Day

10 – LOMBA RAIVOSA – PUTA PEGUERA, CACETE (2011)

Se é pra falar de álbuns que me influenciaram de alguma coisa esse aqui não pode faltar, não quer dizer que é bom, porque não é. A história todo mundo já conhece (é que o de baixo desce e o de cima sobe) só que no meio dessa galera mística daquele show descobri que 50% é vacilão daí decidi que esses não são.

10 - Lomba Raivosa

No final das contas eu comecei a usar muito mais drogas, montei banda e fiz todas essas paradas clichê do under porque eu vi que dá pra viver sendo um merda.

**************************

Conheça mais sobre o trabalho da Querolx no Subverter – clique AQUI.

Gostou desse Post? Compartilhe!

Sobre o autor

Maurício Martins

Jornalista, pai da Maria Stella, fã de quadrinhos e ficção científica. Aficionado por música, especialmente pelo punk e hardcore. Também é idealizador e editor do Nada Pop.

%d blogueiros gostam disto: